COMO PLANEJAR UMA VIAGEM EM 6 PASSOS

VMPM - P49 - COMO PLANEJAR UMA VIAGEM EM 6 PASSOSO planejamento é um processo essencial para quem quer viajar barato, especialmente em época de dólar seguindo tendência e chegando às alturas.

Se você é acostumado a comprar aqueles pacotes prontos e vai se aventurar pela primeira vez a montar seu próprio roteiro, existem algumas dicas de ouro de como começar da maneira correta e do que você não pode esquecer jamais.

Você está preparado? Então descubra como planejar uma viagem em 6 passos: (É simples)

1 – Determinando o destino

A primeira coisa a se levar em conta é quantos dias você tem para viajar. Se você tem pouco tempo disponível, é melhor optar por conhecer apenas um destino. Se você tem vários dias, pode incluir mais lugares, mas prepare-se psicologicamente para tirar mais verdinhas da carteira.

Agora uma pausa para você checar de perto nosso artigo sobre Como Escolher o Destino das Próximas Férias.

Já leu? Continuemos.

Agora que você já leu sobre o processo de eliminação na hora de escolher um destino de férias, está na hora de montar seu próprio roteiro. Caso você use nossa dica especial de entrar e sair pelo mesmo aeroporto ou chegar pela cidade vizinha, – leia mais sobre como encontrar passagens baratas – saiba exatamente que você precisará montar um roteiro circular. Isso é o que faz mais sentido logisticamente falando.

Saiba também que ficar mais tempo no mesmo lugar (em vez de ficar trocando de cidade), te ajuda a economizar “um bocado”. Se o seu objetivo é viajar barato, não deixe de ler a nossa série exclusiva e única sobre Como Economizar no Rio de Janeiro, Santiago, Nova York, etc.

2 – Economizando na passagem

Quer economizar na passagem? Use milhas aéreas. Isso! Assim você não pagará absolutamente nada no ticket, apenas na taxa de embarque (uma vantagem bem legal). Para não precisar pagar nem a taxa de embarque, você pode vender suas milhas – leia atentamente aqui sobre como vender milhas aéreas te ajuda a ganhar dinheiro rápido! Já viu?

Ah, você não tem milhas suficientes ainda? Calma, isso é fácil de resolver. Então, saiba que para começar a acumular milhas aéreas (aos montes) e rapidamente, você primeiro precisa se associar a um programa de fidelidade, aprender a escolher um bom cartão de crédito e também a usar suas milhas aéreas de forma consciente. É só seguir!

Mas, se você ainda está na fase de procurar passagens baratas, aqui vão algumas dicas rápidas e bem interessantes: acompanhe o Melhores Destinos para ficar por dentro das últimas promoções das cias aéreas, escolha sua data de saída sempre em uma terça-feira, limpe os cookies do seu computador antes de fazer a pesquisa e não se esqueça que viajando para Ásia ou Europa, você sempre pode se valer das cias low cost para encontrar passagens baratíssimas que te levam para qualquer lugar do continente. Seguindo isso, você já está muito mais a frente que a maioria dos outros viajantes.

3 – Economizando na hospedagem

Ah, se você já devorou tudo o que escrevemos sobre milhas aéreas e colocou algo em pratica, você provavelmente já sabe que você pode usar seus pontos para trocar por diárias de hotéis, não é mesmo? Essa é uma das formas de se economizar na categoria hospedagem.

Você também pode optar por alternativas, como ficar em hostels (que é uma boa), fazer um programa voluntário (você pode também), se valer do couchsurfing, experimentar o house sitting, acampar, etc. Quer saber mais sobre o assunto? Então foque seu olhar no nosso post sobre Como Viajar o Mundo Quase de Graça!

4 – Economizando com passeios

Para economizar com passeios, prefira aqueles que são de graça. Claro! Simples assim. Absolutamente todo lugar do mundo terá várias atrações gratuitas que você sequer havia considerado. Tire proveito disso!

Por exemplo, você sabia que Santiago, aqui do ladino Chile, tem um walking tour gratuito?

Não?

Ou que tal esse post completíssimo com 100 atrações gratuitas para se conhecer em Londres?

Ou ainda 33 coisas grátis para fazer em Nova York?

Para todo o resto que é pago, existem os bons e velhos “cartões” de desconto em vários países que te ajudam a economizar (e muito) – e muitas vezes a furar fila legalmente – nas mais concorridas atrações. Por exemplo, o Viaje na Viagem fez um post sensacional contando como furar fila em vários museus e monumentos da Europa! (Vale a pena conferir se você deseja furar uma fila) 😀

5 – Economizando com alimentação

As regrinhas básicas aqui são bem simples: opte por se hospedar em hotéis que tenham cozinha (ou use e abuse da cozinha do hostel), prefira almoçar fora do que jantar fora, confira os menus executivos para pratos mais em conta, visite os grandes mercados centrais e feiras livres para comer bem e barato e fique de olhos atentos aos movimentos dos nativos para descobrir onde eles comem – normalmente a comida é autêntica e o preço bem razoável.

Agora, outra boa dica de ouro aqui é checar os sites de compras coletivas de cada país – ao melhor estilo do Groupon e Peixe Urbano brasileiros. Você pode descolar cupons de desconto ótimos para conhecer aquele restaurante bacana que você sempre quis. Já pensou nisso?

6 – Economizando em compras

Ok. Então planejar para comprar é a antítese de planejar para economizar, but if you must… E o brasileiro sempre must, existem algumas dicas especiais para te ajudar a salvar sua carteira aí… A mais óbvia delas é não fazer compras (especialmente de lembrancinhas) próximo a lugares turísticos, é caro e você pode se arrepender depois.

Você também pode recorrer aos sites de compra coletiva (e até aos jornais, panfletos nos hotéis, etc) para conseguir cupons de desconto para algumas lojas. Os outlets da Flórida fazem muito isso. Vale conferir de perto você mesmo.

Você pode começar dando uma olhada esse rápido post aqui para descobrir de vez se é mais barato fazer compras em Miami ou Orlando e também as incríveis 10 dicas para fazer compras nos Estados Unidos.