12 erros que todo viajante comete em viagem! Quantos você já cometeu?

“Quem nunca errou que atire a primeira pedra!”, já dizia o ditado!

Esse ditado não poderia ser mais real do que quando vamos viajar. Quando saimos de casa é como se voltassemos a ser crianças!

Cometemos erros básicos que nos fazem pensar depois: NÃO ACREDITO QUE FIZ ISSO!

Veja 12 erros comuns de viajantes, e veja quais deles você já cometeu (ou todos!)


1. Levar muita coisa na mala

Quem nunca fez isso que atire a primeira pedra.

Você escolheu tanta coisa para colocar na mala, que na hora de fechar ela “quase” fecha. E pior, você já está em cima de hora! Ahhhh!! Coração vai a mil.

Veja também como fazer sua mala de forma “profissa”!


2. Comprar um voo bem cedo para economizar, e se odiar por isso no dia

“Olha só, tá ótimo o preço desse voo! Vai esse mesmo! Embarcar as 05h30 é tranquilo!”

Sim, todos nós já passamos por isso! E aí chega o dia, e depois de lutar contra o despertador, você se olha no espelho e pergunta: POR QUÊ??? Eram só R$ 200,00 a mais, você pensa. E seriam mais 5h de sono.

E você fica se odiando até a hora de cair na cama. E na próxima viagem você vai e faz tudo de novo!

Falando em sono, se você tem problemas em se acostumar com o fuso horário (o jet lag), veja como se adaptar mais rápido, aqui.


3. Reservar um lugar para ficar que fica “perto do centro da cidade” e descobrir que ele é tudo…menos perto!

 

“Caraamba, que diferença de preço! Quase o dobro! Não tenho problema em andar algumas quadras até o centro!”, você pensou.

Aí você chega lá… quer dizer, você tenta chegar, por que não é tão simples e fácil quanto parecia. E descobre que você está perto sim do centro. Mas não da cidade. Mas o centro do FIM DO MUNDO!

Como você pode cair nessa! Lá dizia 500m do Centro. Agora o jeito é aturar a conta de táxi, e o remorso ao descobrir que com o transporte saiu até mais caro do que ficar no outro lugar.

Paciência! Na próxima Google para que te quero!


4. Aterrissar em um aeroporto que não fica onde você pensava

“Olha só, tem 2 aeroportos que eu posso descer. Caramba, esse está muito mais barato! Já era, escolhido!”

O que você não sabia é que o tal aeroporto está na verdade a mais de 40 km da cidade. Isso mesmo. Você acabou indo para outro aeroporto.

Então você sai, cheio de malas, com aquela cara de “ooops!”, e agora vai ter que dar um jeito de chegar no seu hotel (que de táxi daria mais caro do que comprar outra passagem!).

Tudo bem, você não está sozinho. Claro que esse tipo de erro é tão custoso que a gente só comete uma vez. Mas, QUEM NUNCA??


5. Ir a uma farmácia em um lugar em que você não fala a língua e brincar de mímica

Se você tem mais de 20 anos, com certeza já brincou de imagem e ação alguma vez na sua vida. Fazer com que a sua equipe descubra qual filme, personagem, música, você tem na sua mão através de mímica. Que brincadeira legal.

A única coisa que você não sabia é que isso era um treino para a vida real. Aí você chega em um lugar onde língua comum está mais raro que nota de R$ 250,00. E aí começa: como fazer a mímica da aspirina.

Boa sorte! Passar por esse constrangimento, e voltar a ser criança fazem parte dos erros mais comuns. E se você usa remédios constantemente, provavelmente vai aprender a dizer seu nome na língua local, antes mesmo de aprender o “bom dia”.


6. Gastar horas procurando um restaurante bom, e terminar comendo no primeiro

“Tenho que encontrar um lugar legal, que tenha uma comida gostosa, e não tão caro!”. E assim começa a caçada.

Depois de caminhar 40 minutos, e ver todos os restaurantes do bairro, você chega á conclusão: “O primeiro é o melhor!”. Que perda de tempo. Você vai pensar no tempo perdido por horas.

E se você estiver acompanhado de alguém que odeia caminhar, ainda vai ouvir algumas vezes: “Eu disse pra gente comer aqui mesmo desde o começo!”


7. Tirar milhares de fotos… e nunca mais vê-las

Estar de férias viajando ativa algo em nós. É como se você descobrisse que NASCEU para tirar fotos. E lá vai tirando fotos de tudo: monumentos, prédios, pessoas, pombos. Sim, até os pombos são “mais interessantes” fora de casa.

No final da viagem o saldo é de 1.000.000 de fotos tiradas, algumas postadas nas redes sociais, e a maioria, vai ficar lá. Até você precisar liberar espaço na memória.

E provavelmente você NUNCA mais vai sequer ver essas fotos. Seu fotógrafo interior vai ficar triste. Mas nesse ponto ele deve ter hibernado novamente.


8. Pensar que você está mandando bem ao falar algo em outro idioma e descobrir que está RI-DÍ-CU-LO!

Vai, fala a verdade: Aprender coisas em outro idioma é muito legal! Você de repente tem aquela sensação de que é o rei do mundo. Aos poucos você vai ganhando confiança. E aí que mora o perigo.

Daqui a pouco, você vai de peito estufado, gabando as 4 frases que você aprendeu em outro idioma. Vai confiante, faz biquinho, dá aquela piscadinha e… PASSA VERGONHA, claro!

Você achando que está falando direitinho, e vê uma cara de interrogação. Aí você tenta cada vez mais, e vai soando cada vez mais estranho! Pois é. Lembro quando estava na Alemanha. Não tem nada como uma cara de reprovação alemã para você se perguntar: Por que não nasci mudo, para evitar essa humilhação!

Mas não tem problema. Assim que você aprender novas palavras e frases, você vai fazer tudo de novo!


9. Querer experimentar comidas exóticas… MUITO EXÓTICAS!

Ir para Portugal, comer em Lisboa e não provar os caracóis, é complicado. Mas existem alguns tipos de comidas que você olha e pensa: Vou pela experiência… e se arrepende amargamente só de olhar para o prato quando ele chega.

Sim, todos nós já comemos ou bebemos algo que não valeu a pena. E sim, as vezes só de lembrar já dá aquele embrulho no estômago.

Mas tranquilo. Porque no fim, você vai voltar a experimentar coisas estranhas. E vai se arrepender de novo. E vai valer a pena… ou não!


 

10. Fazer uma tatuagem que vai te dar vergonha pra SEMPRE!

Nos filmes de Hollywood os personagens sempre tem algo simbólico para representar momentos importantes: Pacto de sangue, celebração e até tatuagens.

E por querer fazer algo assim na nossa vida, a gente acaba perdendo a mão. E aí você esquece que a maior parte das vezes que as tatuagens aparecem nos filmes, são algo que os personagens se arrependem depois. Como em “Se beber não case”. E você ignora isso e vai confiante procurar um tatuador.

E como a arte imita a vida, no dia seguinte você já está vendo como funciona para retirar tatuagens. Mas você ainda tem o cartão de crédito da viagem para pagar. Vai ter que esperar.


 

11. Se recusar a aceitar que a previsão do tempo possa estar certa

“O que? Chover hoje? Olha esse sol!”, e foi assim que eu fiquei preso por 9h em um Starbucks, com uma rua inundada na frente.

Se você já ignorou a previsão do tempo, sabe bem como é. E caso você nem sequer tenha visto ela, aí sim estamos falando de alguém confiante.

Confiante até que caia o pé d´agua, ou o tempo mude de uma forma que te faça acreditar que o sub-zero do Mortal Kombat errou uns golpes na redondeza.

 


12. Aceitar todas as solicitações de amizade no Facebook

Conhecer pessoas novas é muito bom. Inclusive é uma daquelas coisas que nos anima não é mesmo? E como bons brasileiros, vamos oferecendo nosso facebook para todos.

E acabamos cometendo o erro de aceitar todas as solicitações qeu vem dessa viagem. Quem sabe você não vai ter mais pessoas dando likes nas suas publicações pro resto da vida não é?

Aí você descobre o significado da palavra stalker: a palavra significa _________________ [nome da pessoa].

E assim como alguém de dieta que acabou de comer um big mac promete nunca mais comê-lo, você promete nunca mais aceitar qualquer um. E logo na semana seguinte começa tudo de novo.


Como você pode ter percebido, a maioria dos erros que cometemos é para economizar dinheiro. E muitos deles são “tiros que saem pela culatra”.

Na média, quase 50% dos seus custos de viagem são relacionados ao voo. Se quiser economizar de verdade, mergulhe no mundo das milhas aéreas. Você pode dar o primeiro passo, clicando aqui!