Mês: Março 2016

Como aproveitar a viagem com filhos pequenos – Parte 2

“Pai, tá chegando?” “Mãe, to com fome!”, “Mãe, o júnior não para de me encher o saco!”.

Dando continuidade aos artigos sobre como aproveitar a viagem com filhos pequenos, vamos à segunda parte: o Transporte.

Se você perdeu o primeiro artigo sobre como planejar sua viagem, confira aqui!

Veja agora como aproveitar sua viagem, independente se você vai de avião, carro ou ônibus.

Vamos lá:


1. Nariz seco

Nos aviões e alguns tipos de trem o ar condicionado faz com que o ar perca bastante umidade. Então as narinas têm mais chances de ficarem secas e irritadas.

Se isso é chato para nós adultos, imagina para seu filhinho que é muito mais sensível?

Lembrar a todos de tomar líquidos durante a viagem é o primeiro passo para prevenir. Porém para ajudar a aliviar o desconforte, oq que funciona é umedecer o interior das narinas com um dedo molhado em água.

Por mais estranho que pareça, a água traz um alívio imediato. A sensação é parecida quando seu ombro está muito quente por causa do sol e você coloca água.

Funciona que é uma beleza.


2. Ouvido entupido

Você lembra a sensação de ouvido tapado ou entupido? Acontece por causa da diferença de pressão ao voar, descer uma serra, ou qualquer mudança de altitude.

Para ajudar a prevenir ou lidar com isso você pode dar chiclete para todos mascarem. O movimento da mandíbula acaba estimulando os ouvidos e aliviando esse desconforto.

Os bebês e crianças muito pequenas sofrem mais com isso e não podem marcar chicletes. Nesses casos faça uma massagem na parte de trás das orelhas deles de tempos em tempos. Você vai estar fazendo o mesmo papel que o chiclete: estimulando a mandíbula e os ouvidos.

Além disso, dê algo para o bebê sugar (água, suco, etc). Ao nivelar a diferença de pressão ajuda e muito para os pequeninos.


3. Evitar Enjoo

Dependendo da forma de transporte que você escolher para sua viagem, seu filho pode passar maus bocados com enjoo. Claro, você até consegue se controlar, respirar fundo e deixar passar. Mas eles não.

Subir e descer serra de carro, ônibus que chacoalha muito, ou até um avião passando por alta turbulência são causas comuns de enjoo nas crianças (e alguns adultos também).

Se você estiver de carro, lembre que quem dirige é o único que não sente o enjôo. O momento que o enjoo surge normalmente é é em entrada de curvas, quando o carro desacelera e ainda muda direção!

Para evitar o problema evite movimentos e freadas bruscas, e entre nas curvas já com velocidade reduzida ao invés de esperar para frear em cima. Ar fresco no rosto e respiração funda ajudam. Então abra bem as janelas, ou coloque no fluxo alto do ar condicionado.

Fique atento à sua criança. Em casos extremos dê uma parada, faça o pequeno pisar no chão, ou sentar em lugar firme. Assim o corpo entende que está parado e alivia os sintomas.

Em ônibus e aviões, você não tem controle da direção dos veículos. Nesses casos, a opção garantida é dar um remédio anti-enjoo. Apesar de não ser a minha preferida, funciona. O medicamento ainda evita aqueles 40min-1h de enjoo e mal estar depois da parada!

Se quiser garantir que a viagem já comece contudo sem tempo de recuperação o remédio é para você e seus filhos.


 4. Os Últimos serão os Primeiros

Independente se você estiver viajando de ônibus ou avião, não seja apressadinho de querer entrar no veículo logo. Espere a última chamada e seja o último a entrar.

Por não ficar algum tempo dentro antes da partida / decolagem, parece que o tempo de viagem foi menor. Isso diminui a ansiedade do seu filho de estar dentro do veículo.

Durante a espera os seus filhos podem brincar, correr e gastar toda sua energia antes.

Um último benefício é evitar aquelas filas de pessoas perdidas procurando seus assentos, colocando malas no bagageiro interno, e simplesmente sendo lentas. Quanto mais tempo você ficar no corredor, maior a chance do pequeno aprontar alguma.


5. Assentos infantis

Se o transporte escolhido na viagem for o carro, ou for pegar muitos táxis durante a viagem, existe um item que vai se provar essencial para sua viagem: um assento universal infantil.

Evite que mudanças bruscas de direção tirem a paz do seu filho (e a sua). Um assento, além de ajudar com isso, cria uma sensação de familiaridade para o pequeno. Mesmo que você esteja em um lugar totalmente desconhecido seu filho vai ter uma caminha conhecida para tirar uma soneca.

Para de se preocupar com a segurança e o conforto do seu filho. Escolha um bom assento que vá funcionar com diferentes modelos de carros e cintos de segurança, e depois é só aproveitar a viagem.


6. Lanchinho (não) compartilhado

“Mãe, to morrendo de fome!”. Essa é uma das perguntas mais esperadas durante qualquer viagem. Como uma mãe ou pai prevenidos você com certeza sempre leva uma comida para responder à esse anúncio do apocalipse infantil, certo?

Mas se você tiver mais de um filho, já surge outro problema: “Mãe. ele não quer deixar pra mim” “Pai, ele não devolve o salgadinho!”, “Mãe, ele bebeu toda a água!. Que trabalho né?

Para evitar esse tipo de transtorno, ao invés de comprar embalagens tamanho família (Água de 1L, Salgadinho extra grande, etc), compre individuais. Dê para cada um seu kit lanche com a mesma quantidade de tudo.

Dessa forma você evita essas brigas e deixa com que cada um cuide do seu. Ah, e dê também uma sacolinha para cada. Assim o lixo já pode ficar por lá, e eles aprendem já desde cedo a cuidar do próprio lixo!


7. Lidando com olhares de julgamento

Nem sempre a dica anterior vai funciona, e você sabe disso, não é mesmo? No caso de seu filho pequeno não conseguir dormir, com certeza ele vai chorar, fazer barulho e incomodar outros passageiros. Eles por sua vez vão dar “aquele” olhar, sim aquele mesmo de julgamento.

Ao invés de ficar bravo com seu filho por ele chorar e incomodar saiba que têm formas melhor de lidar com isso. As mais efetivas não são focadas em como cuidar do seu pequeno, ou como fazê-lo ficar quieto, mas comunicação!

Se o incômodo estiver demais, e você reconhecer isso, converse com os outros passageiros. Peça desculpas pelo incômodo, explique a situação. Uma idéia interessante que pode quebrar um pouco o climão, e fazer com que os visinhos de viagem relaxem é dar um docinho para eles.

Isso mesmo, compre um pacote de balas gostosas (eu pessoalmente gosto muito da Butter Toffees da Arcor, e não ganho nada pela propaganda!hehe), e caso o apocalipse infantil se instaure, peça desculpas e dê umas balinhas a eles como uma forma de adoçar sua viagem.

Fazendo isso eu duvido que os olhares vão continuar por muito mais tempo!


Tá gostando das nossas dicas? Que bom!

Para dar continuidade e ler o 3º e último artigo da sequencia sobre como fazer aproveitar a viagem com filhos pequenos, clique aqui!

[INFOGRÁFICO] Os Países que não exigem visto de Brasileiros

30.-[infografico]-paises-sem-visto-para-brasileiros

Os Países que não exigem visto de Brasileiros

O Visto!

Só quem já precisou passar um processo para tirar o visto sabe o quão chato e demorado ele pode ser!

Mas para nós brasileiros, eu tenho uma ótima notícia hoje:

O MUNDO NOS AMA 🙂

Por isso, diversos países não exigem visto para entrarmos, e explico em detalhes neste infográfico!

Tipos de Entrada Sem Visto

Com RG

Esta serve para os países parte do tratado do MERCOSUL, e para conhecer estes países você só precisa levar o seu RG,aproveitar até 90 dias sem preocupações e fazer a festa! Só esteja atento para:

* Data de Emissão: não mais do que 10 anos
* Bom estado de conservação
* Só Original
* NÃO VALE CARTEIRA DE MOTORISTA!

Com Passaporte

Esta serve para países que possuem um acordo com o Brasil para não exigirem visto. Neste caso basta chegar no país, e eles vão carimbar seu passaporte na área de imigração, e com isso você terá de 30 a 90 dias de estadia de viagem no país. Alguns cuidados:

* Validade: Pelo menos 6 meses
* Busque sempre levar uma carta convite, reserva de hotel, ou algo que comprove o seu destino na chegada (para evitar desgastes de às vezes explicar algo em uma língua que você não domina)

Visto Express

Existem alguns países que exigem visto, mas que você consegue tirar bem rápido ao chegar no seu destino, só precisando ter a comprovação do que vai fazer, algumas vezes fazer uma entrevista, ou algum processo extra, e depois de pagar já te dão o visto na hora! Decidi colocar aqui, porque até chegar no aeroporto do país você não precisa esperar para receber o visto. Cuidados:

* Leve dinheiro para o pagamento do visto
* Se informe no site do consulado para saber se necessita levar algum documento específico
* Esteja sempre com um comprovante de destino ou carta convite de quem vai te receber

Países por tipo de entrada

Com RG – 9
Com Passaporte – 88
Visto Express – 35

Mapa dos países

Com RG:
Argentina,  Bolívia,  Chile,  Colombia,  Equador,  Paraguai,  Peru,  Uruguai,  Venezuela.

Com Passaporte:
Albânia,  Andorra,  Antigua e Barbuda,  Armênia,  Áustria,  Bahamas,  Barbados,  Bélgica,  Belize, Bosnia e Herzegovina,  Botswana,  Bulgária,  Costa Rica,  Croácia,  Chipre,  Republica Tcheca, Dinamarca,  Dominica, Republica Dominicana,  El Salvador,  Estônia,  Fiji,  Finlândia,  França, Georgia,  Alemanha,  Grécia,  Granada,  Guatemala,  Guiana,  Haiti,  Honduras,  Hungria,  Islândia, Indonésia,  Irlanda,  Israel,  Italia,  Jamaica,  Korea do Sul,  Latvia,  Liechtenstein,  Lituânia, Luxemburgo,  Macedônia,  Malásia,  Malta,  Mauritius,  México,  Micronésia,  Mônaco,  Mongólia, Montenegro,  Marrocos,  Namíbia,  Holanda, Nova Zelândia,  Nicarágua,  Noruega,  Panamá, Filipinas,  Polônia,  Portugal,  Romênia,  Russia, Saint Cristóvão e Neves,  Santa Lúcia,  São Vicente e Granadinas,  San Marino,  São Tomé e Príncipe,  Sérvia,  Singapura,  Eslováquia,  Eslovênia,  África do Sul,  Espanha,  Suriname,  Suazilândia,  Suécia,   Suíça,  Tailândia,  Trinidad e Tobago,  Tunísia, Turquia,  Ucrânia,  Vanuatu,   Vaticano.

Visto Express:
Bahrain,  Bielorrússia,  Burkina Faso,  Burundi,  Cambodia,  Cabo Verde,  Comoros,  Djibouti,  Egito, Etiópia,  Guiné-Bissau,  Irã,  Jordânia, Quirguistão,  Laos,  Líbano,  Madagascar,  Malawi,  Maldivas, Ilhas Marshall,  Mauritânia,   Nepal,  Oman,  Palau,  Papua Nova Guiné,  Somália, Tajiquistão, Tanzânia,  Timor-Leste,  Togo,  Tonga,  Tuvalu,  Uganda,  Zâmbia,  Zimbabwe.

EXTRA:

Países que permitem estudar com visto de turista (até 90 dias)
África do Sul, Alemanha, Costa Rica, Irlanda, Nova Zelândia, Reino Unido, Suíça

Que Tal colocar em Prática?

E descobrir como funciona viajando para estes países e viajando QUASE DE GRAÇA!
Inscreva-se GRÁTIS AQUI

Como aproveitar a viagem com filhos pequenos – Parte 1

“Adoraria ir, mas você já sabe: tenho filhos pequenos!”

Quantas vezes você ou alguém que você conhece usou essa desculpa para não viajar?

Então já está na hora de acabar com isso!.

Vou te apresentar uma sequencia de 3 artigos dando todas as dicas de como aproveitar a viagem com filhos pequenos.

Então nesse primeiro artigo vamos falar do planejamento da viagem. Nas próximas falaremos sobre o transporte com os pequenos e por último como aproveitar já por lá!

Está curioso para conhecer nossas dicas? Então vamos ao que importa:


1. Escolha um ritmo mais tranquilo

Se essa for a sua primeira viagem com sua criança, planeje como você faria a viagem se estivesse sozinho, e aumente os tempos de cada atividade.

Você precisa ser realista sobre o que é possível ver tendo em conta a presença do pequeno.

O que acaba por tornar uma viagem estressante não é o ritmo que definimos, mas aquela sensação de “não fizemos nem metade do que planejamos para o dia”.

Especialistas recomendam reduzir o número de cidades  a se visitar. Em viagens de 15 a 21 dias, por exemplo, visitar no máximo 3 destinos.

Diminua essas expectativas e aproveite ao máximo a viagem em companhia do seu pequeno. 


2. Crianças com necessidades especiais

Diferente do que muitos acreditam, ter uma criança com necessidades especiais não significa que você deve esquecer seus planos de viajar o mundo.

Porém, para prevenir possíveis desafios durante a viagem, fale com pais de crianças com condições parecidas com as dos seu filho (a), e quem mais possa te dar dicas.

Alguns sites estrangeiros que são bem completos são disabledfriends.com e yourable.com. Caso não fale inglês, o Google Tradutor pode te ajudar. E nada impede de procurar no Google essas dicas.

Além disso coloque um bracelete de identificação que tenha os detalhes da condição médica dele, do tratamento, dados do médico, e informações de contato.


3. Tenha um nível mínimo de planejamento

Se você é como eu, gosta de se aventurar durante as viagens e deixar algumas coisas não planejadas. Assim você poderia aproveitar as oportunidades que surgem.

Ainda assim, ao viajar com pequenos, você pode manter esse espírito aventureiro. Mas aconselho já ter um melhor planejamento nos primeiros dias, reservando hotel, hostel, já definindo alguns passeios.

Você consegue então ter esse nível de flexibilidade, e também evita que surjam problemas que podem tornar a viagem mais desgastante para você e sua criança!


 4. Viagens internacionais e Saúde

Se você vai realizar uma viagem internacional, pelo menos 2 meses antes leve seu filho ao médico antes de se planejar.

Esse é o momento de prevenir e preparar tudo no quesito saúde do pequeno. Desde vacinas em atraso, qual seu tipo sanguíneo, quais os cuidados a serem tomados, etc.

Leve a carteira de vacinação, diga ao médico para onde vai, por quanto tempo, e qualquer outro detalhe.

Caso ele tenha alguma condição médica já existente, peça ajuda em identificar um médico lá no seu destino que seja especialista nisso.

Além disso, contrate um plano de saúde internacional. Existem várias empresas que tem condições de preços muito em conta, cobrados de acordo com o continente da sua viagem e o tempo.

Pode parecer exagero, mas não há desespero maior do que estar em terras desconhecidas e ver seu filho se contorcendo de dor e não saber o que fazer!


5. Visto e documentos

Primeiro passo é checar se os passaportes da família estão em dia e com as datas válidas. Muitos países exigem que você tenha um passaporte com no mínimo 6 meses para vencer. Se não for o caso corra renovar o documento.

Depois, pesquise bem quais são os requisitos de visto e documentação do seu pequeno.

Na maioria dos países, além dos documentos padrão (certificado de nascimento, certidão de casamento), são exigidos alguns outros para garantir a segurança da sua criança e evitar tráfico de pessoas.

Por exemplo: Alguns países exigem carteira de vacinação. Se você for viajar sem o pai ou mãe da criança, pode ser necessário ter um documento que ele autoriza que você saia com a criança. Caso essa pessoa esteja falecida, pode ser necessário comprovar com atestado de óbito. Se a criança for adotada isso também será cobrado.

Para evitar surpresas e descobrir que meses de planejamento foram por água a baixo, gaste um tempinho a mais garantindo que você vai ter todos os documentos em dia.


6. Vacinas e Medicamentos

É sempre recomendado que você leve como itens básicos um kit de primeiros socorros e medicamentos comuns como paracetamol, uma loção anti-histaminica, band-aids, entre outros.

Além disso, fique bem atento à necessidade de vacinas e medicamentos específicos do local que você está indo. Mesmo que não seja requisito, muitas vezes é importante atentar isso para o seu filho.

Ex: no local é muito comum a malária, tomar as vacinas, levar medicamentos anti malária, repelentes de insetos, redes para cobrir as camas e roupas de mangas longas são algumas das precauções.

Se esse tipo de coisa já é chato e gera dores de cabeça para nós adultos, imagine para crianças, mais sensíveis? Tome os cuidados!


7. Escolha de roupas

Quando escolher roupas para seus filhos pequenos, você deve pensar um pouco diferente do que pensa para um adulto.

Em climas quentes, escolha roupas feitas de fibras naturais. Qualquer fibra mais firme vai deixar marcas na pele, e causa assaduras.

Sobre quantidade, escolha 2 conjuntos de roupas por dia e alguma proteção para o rosto, como chapéu, boné. Os olhos deles também podem precisar de proteção, então se necessário traga óculos de sol para eles.

Para climas frios, traga sempre no conjunto uma malha mais leve e uma blusa como kit para ser usado em conjunto. Para lugares muito frios, um cachecol é uma excelente pedida para evitar os resfriados.


8. Entretenimento

Você nunca vai saber quanto tempo vai esperar em um aeroporto, como vai ser a viagem, ou se vai chover e acabar com os planos de passeios.

Então sempre se previna preparando várias opções fáceis e simples de entretenimento para os pequenos.

Isso vai desde baixar as séries e filmes preferidos deles no seu smartphone, tablet e computador, levar brinquedos que eles gostam, ou preparar brincadeiras e diversões para se fazer em família.

Depois de algum imprevisto, você vai me agradecer de ter preparado isso.


Gostou então?
Bacana!

Para dar continuidade e ler o 2º artigo da sequencia sobre como fazer aproveitar a viagem com filhos pequenos, clique aqui!

 

8 dicas essenciais para viajar com filhos pequenos

“Não acredito! Será que esses pais não se tocam? Essa criança está atrapalhando todo mundo!”

Aposto que você já pensou ou comentou algo nessa linha durante as suas viagens.

Nós sabemos quão chata uma criança pode ser durante uma viagem. Porém tudo muda quando você é o pai ou a mãe, não é mesmo?

Não há nada melhor do que ter uma viagem onde não só os outros, mas você mesmo possa ficar tranquilo!

Então vou te contar 8 dicas essenciais para viajar com filhos pequenos e manter a paz!

Vamos lá?


1. Escolha bem seu assento

Poucas companhias aéreas tem um assento específico para levar bebês. Se não for esse o caso, procure um assento no fundo do avião.

Lá você vai encontrar, normalmente, mais espaço para suas malas. Você vai atrapalhar menos os outros passageiros e evitar “aquelas miradas”.

Pela região, você também vai ter mais apoio das aeromoças e vai estar mais próximo dos banheiros para qualquer emergência!


2. Exercício em primeiro lugar

Antes do vôo procure deixar seus pequenos correrem, andarem, e engatinharem bastante.

Brincar de pega-pega, futebol, etc para os grandes, e deixar o pequeno engatinhando, tentando ficar de pé, rolando de um lado ao outro.

Ao gastar essa energia antes do voo, você evita que ele fique hiperativo, e faz com que esteja mais disposto a dormir durante a viagem

Gaste toda a energia possível!


3. Hora do banheiro

Leve todos ao banheiro, e troque as fraldas antes do voo!

Leve-os mesmo que digam não ter vontade.

Não tem situação mais desesperadora do que descobrir que seu pequeno está com a bexiga estourando exatamente quando o avião iniciou a decolagem.

Para o seu bem, do seu filho e dos outros passageiros, leve-os para a missão de evacuação antes do voo!


 4. Converse com eles

Explique para os pequenos como vai ser o voo, o que pode haver de desconfortável e o que você precisa deles para que tudo corra bem.

Se estiverem um pouco assustados lembre que você estará o tempo todo ao lado deles para confortá-los.

No fim sabemos que eles são compreensivos, e não somente barulhentos.

Confie neles e já os previna de sustos durante o voo. E caso os momentos de susto aconteçam, esteja lá para eles!


5. Planeje seu vôo em blocos de 15 minutos

Já sabemos que o nível de atenção de bebês e crianças pequenas é igual o da Dori, do Procurando Nemo.

Então planeje atividades de 15 minutos para entreter seu pequeno. Para um vôo de 3h, por exemplo, seriam 12 atividades.

Assim, se você não conseguir que ele durma ou assista um filme durante o voo, não vai ter problemas.

Nunca menospreze o poder de um bebê ou criança entediados durante um vôo!


6. Traga um tablet ou DVD Player

Não é segredo para ninguém que filmes são uma ótima distração para os pequenos.

Também não é novidade que não se pode contar com os computadores de bordo. Quando o avião tem o computador, costuma vir com opções limitadas de filmes que nem você se interessa em ver.

Então traga um tablet ou DVD Player e alguns filmes que vão entreter seu pequeno. Pode ser aqueles mesmo que ele ama e assiste sem piscar!

Aposto que o voo vai passar em um estalar de dedos!


7. Hora do presente

Independente da idade, todos nós somos curiosos por natureza e adoramos presentes.

Hora de juntar o útil ao agradável: dê um presente ao seu filho momentos antes do voo.

Parece uma estratégia cara, mas não precisa ser. O importante é dar algo que vai mantê-lo ocupado.

Durante o voo ele vai começar a descobrir o brinquedo, brincar com ele, e inventar.

Quando a novidade já estiver passando e começar a enjoar do brinquedo, já é o momento de apertar os cintos e realizar a decolagem!


8. Quer um docinho?

Os voos trazem sempre consigo alguns desconfortos. Os que as pessoas mais reclamam são a diferença de pressão que faz com que o “ouvido tampe” e aquele frio na barriga durante as mudanças bruscas (decolagem, aterrissagem, etc).

Também é fato que raramente você vai encontrar uma criança que odeie doces.

Então, dê um pirulito, bala, chiclete ou qualquer outro docinho ao seu pequeno.

Além do efeito de bem-estar momentâneo que o açúcar causa no seu corpo, o movimento da mandíbula ajuda a “destampar o ouvido”.

Nada como um combo 2 em 1 desse não é mesmo?

Gostou? Conhece outras dicas para lidar com os pequenos durante os voos? Conte-nos!!!

[VÍDEO] As 7 Maravilhas do Mundo Moderno

As 7 Maravilhas do Mundo Moderno

Você conhece as 7 maravilhas do Mundo Moderno? Sabe como foram escolhidas? Descubra tudo nesse nosso vídeo!

Feita em 2007, é uma nova lista de obras grandiosas construídas pelo homem.

A seleção dessa lista foi feita mundialmente por votos gratuitos pela internet e ligações telefônicas pagas.

A grande muralha da China

Ela se estende por 6km, atravessando 9 províncias e 100 condados.

Ela foi apelidada de “o maior cemitério do mundo”, devido à quantidade de pessoas que morreram durante sua construção.

Coliseu Romano

Com mais de 46 metros de altura, o Coliseu foi construído em Roma há mais de 2 mil anos.

Ele tinha um dispositivo que acumulava a água da chuva o enchia em alguns minutos, para realizar batalhas navais.

O Templo de Kukulcán

O Templo de Kukulcán foi construído no século XII pelos maias itzáes.

Seu desenho conta com nove níveis, quatro fachadas principais e um patamar superior com um templo.

Machu Picchu

Foi construída numa região alta, pois os incas acreditavam que assim, estariam mais próximos dos deuses.

É formada por um conjunto de construções de pedras sobre ruínas.

Taj Mahal

O Taj Mahal é um mausoleu situado em Agra, na Índia, sendo o mais conhecido dos monumentos do país.

Foi construído com a força de cerca de 20 mil homens, trazidos de várias cidades do Oriente.

Cristo Redentor

A estátua tem 38 metro de altura, e demorou 5 anos para ser construída.

Cidade de Petra

A Cidade de Petra foi toda esculpida em rochas e penhascos.

O edifício da Câmara do Tesouro, em Petra, foi utilizado como cenário nos filmes Indiana Jones e a Última Cruzada.

Lá também foram gravadas algumas cenas do filme Transformers 2.

Você conhece alguma delas? Se sim, nos conte quais já visitou! 🙂

 

7 dicas infalíveis para sua viagem

Muitas coisas podem dar errado durante uma viagem não é mesmo?

E não tem coisa pior do que algumas dessas pequenas dores de cabeça para estragar o clima de seu passeio!

Então vou te contar 7 dicas infalíveis para sua viagem ser mais tranquila e sem dores de cabeça.

Vamos lá?


Dica #1 – Evitar mal cheiro

Não tem coisa pior do que aquele cheiro de suor / roupa suja que toma sua mala, não é mesmo?

Para evitar que isso aconteça, coloque aqueles sabonetes de hotel junto com sua sacola de roupa suja.

Se não tiver os sabonetes, alguns lenços umedecidos também funcionam.


Dica #2 – Organizando as malas

Queria carregar seu computador mas teve que levar uma mala grande e pesada por falta de opção?

Então leve malas menos para carregar itens como seu notebook, ou itens de mão.


Dica #3 – Previnindo extravios

Já aconteceu contigo de ter as malas extraviadas, e ficar sem roupas até que a recuperem?

É horrível!

Para minimizar os riscos dos extravios de malas, carregue na sua mala de mão / costas, 2 trocas de roupa.

Assim, se ocorrer o extravio, você não precisa ficar só com a “roupa do corpo” por dias.


Dica #4 – Nunca mais perca documentos

Se você for esquecido como eu, sabe a dor que é perder documentos durante uma viagem.

Então tire fotos dos seus documentos e deixe-as guardadas no seu email.

Tirar cópias e autenticar em cartório também funciona. Assim você evita carregar os originais para todo o lugar.


Dica #5 – Evite maquiagem quebrada

Não tem nada pior do que chegar no destino de viagem e descobrir que seu blush quebrou, não é mesmo?

Para evitar esse problema, coloque uma bolinha de algodão dentro da sua maquiagem.

Por ser macio, o algodão evita que a movimentação acabe por quebrar o seu blush.


Dica #6 – Nunca mais fique sem carregador

Não tem coisa pior do que ver a bateria do celular acabando e descobrir que esqueceu o carregador não é mesmo?
Sabendo que você não é único, te dá uma oportunidade de tomar proveito disso.

Peça para o recepcionista do hotel / hostel verificar se tem algum carregador que sirva para você.

Assim você pode pegar emprestado e carregar seu celular em uma emergência.


Dica #7 – Pare de esperar tanto para retirar suas malas

Você finalmente chegou no destino da sua viagem. Muitos planos de coisas para fazer.

A última coisa que você quer fazer é esperar meia hora até retirar sua mala na esteira do vôo, não é mesmo?

Então, faça o seguinte: na hora de despachar a mala diga para a atendente que tem materiais frágeis.

Ela vai colocar o selo de frágil. As malas com esse selo são colocadas por cima no avião para evitar sobrepeso nelas.

E na hora de tirar as malas adivinha quais que saem primeiro? Sim, as de cima!

8 motivos matadores para aprender inglês

“Todo mundo diz que é importante aprender inglês! Será mesmo?”

Se você não está convencido de que esse é idioma mais importante do mundo, e portanto essencial de saber, te apresento 8 motivos matadores para você aprender inglês.

Depois de ler isso você já vai começar a estudar. Quer ver?


1. Viajar nunca mais será igual

Viajar não é só tirar fotos maravilhosas e postar no Facebook ou Instagram.

Aprender inglês, mesmo que algumas frases e tentar usá-las com os nativos já muda totalmente sua experiência.

Se sentir perdido em um país estrangeiro sem saber como pedir informações? Cair em “armadilhas para turistas”? Esqueça!

Utilizando um pouco, mesmo que poucas frases do idioma já vai criar sorrisos nos lábios de nativos. Você vai perceber uma abertura deles para te sugerir lugares para visitar, comidas e bebidas para experimentar, entre diversas outras oportunidades que você nunca imaginou.

Você também economiza dinheiro, e garante maior segurança durante sua viagem, evitando problemas.

E o melhor de tudo é que você ainda consegue ter um entendimento mais profundo da cultura e história das pessoas que você encontrar.

 


2. Deixe seu cérebro mais potente

Ellen Bialystok, psicóloga da Universidade de York em Toronto, descobriu que alunos que estudam outras línguas tendem a ter melhores resultados em provas e testes diversos do que seus colegas que só falavam uma língua.

Os resultados eram ainda mais marcantes quando se tratava de matemática, leitura e vocabulário.

Outro estudo feito pela Universidade College London mostrou que aprender outras línguas altera a massa cinza – a área do cérebro que processo informação – da mesma forma que exercício físico altera a massa muscular.

Esses benefícios se estendem na sua memória, capacidade de realizar funções multitarefa, capacidade de atenção e até sua saúde!

E por último, de acordo com a Dra Michele Thomas, pessoas que falam mais de uma língua tem 4x vezes menos chances de ter qualquer problema cognitivo no futuro. Sim 4 vezes.

Ou seja, aprender inglês ainda ajuda a manter seu cérebro “sarado”!


3. Melhore sua capacidade de tomada de decisão

“Ver mais um episódio da minha série favorita ou terminar o trabalho?”, “Ir pra academia ou ir dormir?”, ”Comer vegetais e salada, ou me render aos encantos do chocolate?”.

Já teve dificuldade com esse tipo de decisão? Gostaria de fazer coisas hoje que vão te trazer benefícios no futuros ao invés de satisfação imediata, mas não sabe como vencer a tentação?

Então aprenda inglês.

De acordo com um estudo da Universidade de Chicago, quando as pessoas falam uma língua diferente da sua língua mãe, elas naturalmente eliminam essa tendência de focar na satisfação no agora e fazer algo para o futuro.

Os bilíngues tem maior grau de confiança com as suas escolhas depois de pensar sobre isso na segunda língua e confirmar se suas conclusões iniciais ainda se mantém.

Ou seja, aprender inglês pode te ajudar a tomar decisões financeiras mais sábias! Quem diria, hein?


 4. Se sinta confiante

Aprender inglês é uma daquelas experiências que faz você olhar pra si mesmo no espelho e dizer: você mandou bem!

Uma turbinada na sua confiança.

No processo você vai superar alguns dos seus medos e dúvidas, aprender mais sobre si mesmo, desenvolver a perseverança, conhecer novas pessoas e talvez ter ganhar a vontade de viajar para lugares que você nunca havia imaginado antes.


5. Seja um profissional mais requisitado

Com a internet e a evolução tecnológica, vivemos em um mundo globalizado. As empresas estão expandindo seus negócios para além das fronteiras, e hoje precisam lidar com clientes do mundo todo.


E adivinha qual é a língua oficial do mundo dos negócios, falada em mais de 80% das reuniões internacionais? Isso mesmo, o inglês.


Se em dúvida entre dois candidatos com as mesmas habilidades e experiências, a pessoa bilíngue é quem com quase toda certeza vai conseguir o trabalho.


Ah, isso sem falar que de acordo com pesquisas, pessoas que falam outra língua também ganham maiores salários, podendo chegar a 2x mais do que seu colegas que só falam português!

 


6. Abra portas para aprender sobre tudo

Mais de 56% de todo o conteúdo publicado na internet está em inglês! Isso significa que você perde mais da metade do que é publicado por lá exatamente por não saber o idioma!


Viajar o mundo inteiro, fazer cursos nas melhores universidades do mundo, conseguir informações e recomendações sobre tudo.

Você provavelmente já sabia que tudo isso é possível graças à internet.

A má notícia é que grande partes desses benefícios está totalmente dependente de sua fluência no inglês.


Em websites como Coursera, EdX, você pode fazer gratuitamente cursos a distância das melhores universidades do mundo, como MIT e Harvard.


Muitos livros são lançados primeiro em inglês e depois de algum tempo são traduzidos. Então você teria acesso a esses conteúdos antes de quem não fala o inglês!

Além disso, toda vez que você aprende qualquer coisa, você fica melhor na habilidade de aprender coisas!

No início tudo será novo e seu cérebro vai ter que entender o contexto, tentar se adaptar, treinar novos sons (que nada mais é do que treinar os músculos da fala), e abstrair todos os conceitos do idioma.

Seu cérebro fica mais eficiente para aprender. E isso se estende para todas as áreas da sua vida.

Quer aprender a aprender? Foque no inglês!


7. Seja mais sexy!

É isso mesmo que você está lendo! É oficial:
De acordo com 270 agências de encontros do Reino Unido, pessoas que falam outras línguas são mais atraentes. Bom saber né?

E sabem qual foi um dos sotaques que foram vistos como um dos mais sexy? Sim, o sotaque do nosso Português Brasileiro!

Então, porque não aprender o inglês e seguir espalhando nosso falar “sexy” pelo mundo todo! Assim suas chances de encontrar seu amor pode ir além da barreira linguística!


8. Conheça pessoas novas e faça amizades para a vida

Por último, e talvez um dos mais importantes, conhecer pessoas novas e interessantes e desenvolver amizades para a vida toda (ou quem sabe até o amor da sua vida) são alguns dos objetivos que muitos de nós buscamos.
E porque não dar uma uma turbinada nesse processo através do aprendizado do inglês?

Além da língua diferente, os estranegeiros também tem uma visão diferente sobre as coisas, que nos fazem ver a nós mesmos e nossa cultura de uma forma diferente:

Sempre dar um “jeitinho” pra tudo, atrasar para tudo, entre outras coisas só acontecem por aqui, e são novidade para quase todos os estrangeiros.

As conversas com esses gringos são muito interessantes. Sempre novas descobertas. Até sobre coisas pequenas. Sempre vai ter assunto com esses amigos.

O melhor de tudo é que um convite para ir à casa do novo amigo significa estadia internacional! Demais, né?

 

Quer dar o primeiro passo para aprender o inglês e poder aproveitar esses benefícios?

Baixe o eBook grátis para estudar e aprender inglês de uma maneira muito efetiva!

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD

 

[INFOGRÁFICO] 7 Lugares para se Conhecer em 2016

7-lugares-para-se-visitar-em-2016_

7 Lugares para se conhecer em 2016

2016, aí vamos nós!

Se você ama viajar e muitas vezes fica em dúvida sobre o seu destino para o ano, então aproveite essa lista e descubra os lugares mais bombados para se conhecer nesse ano!

Aqui apresentamos os 7 destinos e detalhes de passeios, cozinha, melhor época para se visitar e custo:

1) MARRAKECH (Marrocos)

O vencedor do “Prêmio escolha dos Viajantes 2015” do Trip Advisor é a “Cidade Vermelha” de Marrakech, no Marrocos, país do Noroeste Africano. O seu nome vem das palavras bárbaras “Mur Akush”, que significa a cidade de Deus

Fatos Interessantes

  • É a 4ª maior cidade do país depois de Casablanca, Fes e Tangier.
  • É a capital região centro-sudoeste de Marrakesh-Tensift-El Haouz.
  • Marrakech é a mais importante das 4 antigas cidades imperiais do Marrocos, construídas pelos impérios Bárbaros Marroquinhos.
  • Em 1985 a área da Cidade Velha de Marrakech se tornou um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Atrações Principais

  • JEMAR EL-FNAA – É a principal praça de Marrakech, e o centro do movimento e negócios da cidade, frequentada tanto por locais como turistas, localizada no bairro de Medina.
  • MESQUITA KOUTOUBIA – É a maior mesquita na cidade e fica localizada muito perto da praça Jemaa el-Fnaa.
  • SOUKS – Aproveite uma tarde nestas que são as principais atrações de compras na cidade, cheia de lojas coloridas de couro, joias, comida, especiarias, itens para casa e roupas.

Cozinha

  • Fortemente temperada, mas não picante
  • Especialidade: Tanija Marrakshia – um Tajine local preparado com carne de boi, temperos, “smen” e cozido de forma lenta em um forno tradicional com cinzas quentes

Melhor período para se visitar

  • Março – Maio
  • Outubro – Novembro

Custo

Custo diário médio, por pessoa, U$ 64.73

2) SIEM REAP (Cambodia)

Siem Reap é uma cidade próspera com uma Vila Cultural Cambojana, com lojas coloridas e o popular Mercado da Noite de Angkor. Não perca a oportunidade de ver o incrível nascer do sol nas ruínas de Angkor Wat

Fatos Interessantes

  • O nome Siem Reap significa “Derrota de Sião”, refletindo as muitas vezes que os Khmers tiveram sucesso em reivindicar suas terras contra o povo de Sião.
  • A cidade tem uma arquitetura colonial e de estilo chinês no bairro francês antigo, e por volta do mercado antigo.

Atrações Principais

  • PARQUE ARQUEOLÓGICO DE ANGKOR – Passe o dia inteiro, do nascer do sol, nas ruínas antigas de Angkor Wat (o templo principal), Angkor Thom (a cidade) e os templos vizinhos.
  • VILA CULTURAL CAMBOJANA – Um ótimo lugar para ver todas as miniaturas de famosas construções e estruturas históricas do Camboja.
  • VILA FLUTUANTE DE CHONG KNERS – Uma vila única, pacífica e linda para se ver de barco. A vila se move de acordo com a estação do ano.

Cozinha

  • Variedade: começando com a comida de rua até sabores internacionais
  • Especialidade: “Kshmer” cozido de forma tradicional

Melhor período para se visitar

  • Dezembro – Janeiro

Custo

Custo diário médio, por pessoa, U$ 28.63

3) ISTAMBUL (Turquia)

Desfrute a arquitetura antiga mas de tirar o fôlego de Istambul, o som  relaxante dos muezzins dos minarets, a hospitalidade dos locais, e comida de dar água na boca e os banhos Turcos.

Fatos Interessantes

  • O centro comercial e histórico de Istambul fica na parte Europeia, enquanto um terço da população fica na parte Asiática.
  • A cidade fica na histórica Rota da Seda
  • Em 2012 ela ficou em 5º lugar na lista dos destinos mais populares para turistas

Atrações Principais

  • SULTÃO AHMET CAMII – Visível de muitos pontos da cidade, essa mesquita é popularmente conhecida como a Mesquita Azul, por causa das linhas azuis que adornam as paredes no seu interior
  • PALÁCIO DE TOPKAPI – With its lush green courtyards and breathtaking views over the sea, o Palácio de Topkapi é um labirinto de quartos lindos com banheiras Turcas
  • BASÍLICA CISTERN – Não esqueça de conferir a cabeça invertida da Medusa, que faz parte da base de uma coluna da Basílica
  • GRANDE BAZAR – Mesmo se você não for um grande fã de fazer compras,  faça uma visita para presentear seus olhos com os itens lindos e coloridos à venda

Cozinha

  • Uso suave de especiarias, e uma preferência por arroz sobre bulgur e koftes
  • Especialidade: Dõner Kebab – um prato feito com carne desossada em camadas em um espeto vertical, assada rodando no eixo, e depois cortada em pedaços finos com uma faca longa especial

Melhor período para se visitar

  • Abril – Meio de Junho
  • Meio de Setembro -Outubro

Custo

Custo diário médio, por pessoa, U$ 63.35

4) HANOI (Vietnã)

A cidade do Vietnã guarda sua herança antiga enquanto separa espaço para um desenvolvimento moderno. Explore o passado de séculos atrás no Mausoleu de Ho Chi Minh e na Prisão de Hoa Lo, enquanto aproveita os lagos, parques, os boulevards sombrios e mais de 600 templos

Fatos Interessantes

  • Hanoi é a cidade mais antiga do Sudeste Asiático.
  • O Terreno da cidade pode ser dividido em 3 tipos básicos – a área do Delta, a área central e a zona montanhosa.

Atrações Principais

  • BAIRRO VELHO – O bairro velho consiste de 36 ruas antigas, construídas há mais de 1.000 anos!
  • PUB KING PIRATES – Procurando um lugar para relaxar com amigos? Esse pub é o lugar perfeito.
  • MUSEU DE ETIMOLOGIA DO VIETNÃ – Muito populas como o “museu moderno mais fino do Vietnã”, sua incrível coleção  retrata os 54 grupos étnicos oficialmente reconhecidos no Vietnã
  • TEMPLO DA LITERATURA E UNIVERSIDADE NACIONAL – Dedicado aos doutorados e estudiosos do Vietnã, esse templo é um lugar tranquilo para caminhar pela era literária do país

Cozinha

  • Suave e perfumada
  • Especialidade: Phở – uma sopa simples de macarrão com arroz e o prato Nacional do Vietnã. Ela foi classificada entre as “Top 5 Comidas de Rua no Mundo” pela Global Post

Melhor período para se visitar

  • Março – Abril
  • Setembro – Novembro

Custo

Custo diário médio, por pessoa, U$ 37.00

 

5) PRAGA (República Tcheca)

Praga é um lugar que é simplesmente fascinante por sua arquitetura antiga. As construções modernas na cidade não são menos intrigantes. Além de explorar as estruturas históricas, não perca a Torre TV com bebês engatinhando nela, a Dancing House, e claro, a cerveja!

Fatos Interessantes

  • Praga é a maior cidade da República Tcheca.
  • Os Rolling Stones pagaram para iluminar o Castelo de Praga para que as pessoas possam admirar sua glória de noite!
  • Aos 20 e 21 de julho todos os anos, quando o sol se põe, os últimos raios aparecem precisamente no ponto onde os restos do São Vitus estão enterrados.

Atrações Principais

  • CATEDRAL DE SÃO VITUS – O estilo Gótico dessa não tão velha catedral, guarda pinturas muito lindas de vidro. Quando estiver em Praga, essa é uma parada obrigatória!
  • O CASTELO DE PRAGA (Pražský hrad) – O castelo de Praga não é só o maior do mundo, é também a atração mais popular da cidade, com suas estruturas de conto-de-fadas.
  • O RELÓGIO ASTRONÔMICO – O relógio histórico tem um mecanismo fascinante, assim como um simbolismo muito rico.

Cozinha

  • Não muito dietética, consiste basicamente de carne de porco e de boi com molho e um acompanhamento
  • Especialidade: Knedlíky – cozido no vapor e fatiado como um pão, e são um dos pilares da cozinha Tcheca e são servidos com as refeições

Melhor período para se visitar

  • Março – Maio

Custo

Custo diário médio, por pessoa, U$ 73.56

6) ROMA (Itália)

É necessário mais de um dia para explorar a riqueza de Roma. Seu esplendor não está só nos seus monumentos lendários, mas é distribuído na sua comida deliciosa e na maratona de compras do Campo de’Fiori ou Via Veneto.

Fatos Interessantes

  • A lenda diz que uma loba criou Rômulus, fundador de Roma que havia sido abandonado, assim como seu irmão gêmeo. E esse é o motivo do porquê o símbolo de Roma é uma loba!
  • Cerca de 3.000 euros são retirados do piso da Fontani de Trevi todas as noites!
  • A Roma Moderna possui 280 fontes e mais de 900 igrejas!

Atrações Principais

  • O COLISEU – O Amfiteatro Flaviado dispensa apresentações ou outro motivo novo para se visitar!
  • BASÍLICA DE SÃO PEDRO – Essa igreja Renascentista guarda a magnificência de muitos artistas e foi descrita como “a maior de todas as igrejas do Cristianismo”!
  • O PANTHEON – Esse é um exemplo perfeito de uma maravilha conceitual e da arquitetura!

Cozinha

  • Baseada principalmente em ingredientes da época, e preparada de uma forma simples; Massa são alimentos básicos alcachofras são muito populares!
  • Especialidade: Spaghetti alla Carbonara – Massa em um molho rico e de dar água na boca, de sabores perfeitamente balanceados de manteiga, ovos, queijos Parmigiano e Pecorino Romano, bacon, e pimenta preta fresca

Melhor período para se visitar

  • Outubro – Março

Custo

Custo diário médio, por pessoa, U$ 127.22

7) PARIS (França)

Não tenha pressa quando estiver em Paris, a cidade das luzes e do amor.  Passeie pelas ruas bem relaxado, aproveite um longo almoço e relaxe em uma cafeteria de calçada.  Deixe-se levar nessa linda cidade com tudo, de ruas e moda até comida, é requintado!

Fatos Interessantes

  • Com uma média de 27 milhões de visitantes por ano, Paris é a cidade mais visitada do mundo.
  • O nome “Paris” vem da tripo Gaul de Parisii, os fundadores da cidade.
  • Existe somente uma placa de “Pare” na cidade de Paris inteira; ela fica na saída de uma construtora no 16º Distrito da cidade.

Atrações Principais

  • TORRE EIFFEL – Os 324 metros de altura desta torre robusta de aço são sempre magníficos de se olhar, tanto de dia quanto de noite!
  • NOTRE DAME DE PARIS – Não é só a maior catedral do mundo, mas é também um dos melhores exemplos da arquitetura Gótica Francesa.
  • ARCO DO TRIUNFO – De pé no centro da Praça Charles de Gaulle, esse monumento é muito conhecido por seus detalhes de tirar o fôlego, e é o maior arco do triunfo do Mundo

Cozinha

  • Suave, mas rica em sabor
  • Especialidade: Pão de chocolate (Pain au Chocolat) – Um croissant folhado, amanteigado e recheado com chocolate negro

Melhor período para se visitar

  • Julho – Agosto
  • Setembro – Novembro

Custo

Custo diário médio, por pessoa, U$ 170.17

QUE TAL CONHECER ESSE LUGARES PESSOALMENTE?
(sem pagar pela passagem aérea)

“ Acredite que pode e você já estará no meio do caminho ” -Theodore Roosevelt

Inscreva-se GRÁTIS AQUI

 

7 dicas para seu celular não te deixar na mão

“Bem agora quando eu mais preciso ele me deixou na mão!”. Tá acostumado a ter esse tipo de DR com seu smartphone?

E se isso acontecer exatamente durante sua viagem, quando você REALMENTE precisa dele?

Pra ajudar o relacionamento de vocês a ser bem duradouro, conheça 7 dicas para seu celular não te deixar na mão durante suas aventuras!

Com um pequeno planejamento e essas dicas sua bateria vai durar muito mais!


Dica #1 – Desligue todas as atividades de transmissão

O que mais gasta a bateria dos seus dispositivos são o wifi, bluetooth e o 3G (no caso de smartphones). Então coloque tanto seu notebook quanto seu celular no modo avião.

Busque aplicativos que funcionam off-line. Tire fotos no celular / faça o download de arquivos que precisar no notebook. Ative somente quando precisar.


Dica #2 – Compre uma bateria portátil

Infelizmente a maioria dos smartphones hoje tem uma bateria que dura menos do que alegria de pobre, como diz o ditado.

Seguir a Dica #1 já te ajuda. Mas para aumentar ainda mais seus momentos com eletrônicos, compre uma bateria portátil.

A maioria dos vendedores de rua tem o produto. Mas não compre com eles. Procure uma bateria portátil com alta amperagem e alta capacidade de carga.

Depois de carregar mais de 2 vezes seu celular com a mesma carga da bateria portátil você vai me agradecer!


Dica #3 – Faça do seu carregador seu comparsa

Pode parecer óbvia essa dica, mas sempre ande com seu carregador.

O DIA TODO!

Cafés, Shoppings, livrarias, bares. Não importa! Você sempre vai encontrar tomadas disponíveis!

E mesmo se não encontrar, você sempre pode pedir para o caixa ou dono do local quebrar um galho.

É só pedir com jeito. Além de tudo, você ainda pode fazer uma nova amizade! Que combo não?


Dica #4 – Compre um carregador para o carro

Com o avanço da tecnologia portátil, o acendedor de cigarro dos carros virou a tomada preferida dos viajantes.

Mesmo se não for viajar de carro, ande com o soquete de carregamento no carro. Sim, aquele que se encaixa no acendedor de cigarros.

Em uma emergência você pode contar com motoristas bem intencionados para salvar a sua vida. Ou pelo menos a sua bateria!


Dica #5 – Compre um adaptador multifuncional

Como já mostramos no Infográfico dos modelos de tomadas no mundo, a tomada brasileira é uma das menos populares.

Ao invés de andar com diversos adaptadores, compre um adaptador multifuncional.

Além de poupar espaço na mala, você ainda consegue seguir a Dica #3 e garantir sua recarga onde quer que esteja.


Dica #6 – Busque conexões WiFi

Sim, já é um hábito de muitos. Mas como dizia minha vózinha, é melhor previnir do que remediar!

Sempre busque conectar seu celular em conexões wifi. Isso vai poupar seu plano de dados.

E você ainda consegue conectar em modo avião. Isso mesmo, sem ter que ligar a transmissão de dados, que como dito na dica #2 te ajuda a economizar a bateria

Caso queira descobrir senhas de conexões wifi, dá uma olhada no nosso post com dicas de aplicativos para sua viagem.


Dica #7 – Comunique-se pela internet

Para quê comprar um plano de dados, ou número internacional se você pode fazer quase tudo online?

E o melhor: economizar na comunicação e ainda gastar menos bateria. E os mãos-de-vaca comemoram!

Já que com a Dica #6 você já está fera na arte de se conectar em redes wifi, aproveite a conexão para se comunicar.

Aplicativos de Voz que usam a internet (famosos VOIP) e redes sociais, são alguns dos meios principais. Se quiser descobrir os aplicativos que mais recomendamos veja nesse post.

Gostou das dicas? Tem alguma que não falamos e quer compartilhar? Conte pra nós!

Você sabe mais inglês do que imagina – Parte 2

“Cara, você sabe como diz irmão em inglês? Pô, sei não brother!”

Mesmo que você pense que não sabe inglês, você já sabe muito mais do que imagina! Não acredita em mim?

Então vamos “brincar” de falar inglês:


[CONVERSA] Vamos ver o quanto você já fala de inglês?

 

Fala brother / sister, tudo okay?

Vamos fazer um chat sobre como é morar no Brazil!

Nós comemos bem. Uma das coisas que o pessoal adora aqui é um fast-food. Comer um sandwich, hamburguer, cheeseburguer, hot dog, enfim, tudo com muito ketchup, mustard e mayonnaise, acompanhado de um milk-shake ou refrigerante (light e diet se tiver de dieta). E se tiver refill, do refri, melhor ainda!

Pra dar uma adoçada no final, nada como um bom sundae de vanilla, ou chocolate, ou até um mix dos dois. Se tiver com preguiça pode pegar food no drive-thru ou até pedir delivery.

O esporte nacional por aqui é o football, mas por aqui você também vê bastante o basketball, volleyball, handball e o baseball. Golf, e tennis são menos comuns.

Eu particularmente gosto muito de esportes de aventura, como surf, windsurf, rapel, paraglide, skydive e bungee-jump, ou simplesmente fazer um camping, dar uma volta de bike em alguns parks. O importante é manter o nível fitness.

Brasileiros gostam bastante de fight também. Um bom boxing, ou MMA e UFC, é sempre uma boa pedida ainda mais se termina em knockout. Mas só não vale doping.

Caso os esportes físicos não sejam sua onda, você sempre pode ir ao park, jogar uma partida de poker, ir ao cinema, ver um bom trailer, ou o próprio film, e  jogar video-game. Se quiser gastar um pouquinho, aproveite o Black Friday, ou pegue um taxi, e vá a um shopping centercompre um best-seller,  pagando no credit, debit, ou money, e faça um stop em um coffee shop para ler.

Em cidades grandes você vai ver uma variedade de diferentes trabalhos, profissões e estilos. Desde president, barman, baby-sitter, doctor, cowboy, cowgirl, office-boy, a topmodel. Você também pode encontrar muitas tribos, como gothic, emo, punk, drag queen, travesti, gay e GLS, entre outros.

E music? Por aqui você encontra lugares pra ouvir pop, rock, rap, blues, jazz, reggae, country, funk, gospel, heavy metal, techno, latin music, etc . Se você gostar da vida noturna, você pode atuar como DJ (disc-jockey), levar seus CDs (compact discs), ou pen-drives, e fazer uma performance com seu kit de fone stereo e uma playlist premium com music flashback, ou remix, e se precisar seu microphone.

Você pode morar em um apartment, house, flat ou kit net. Se gosta de conforto, compre uma cama queen size ou king size. Só fica de olha nas datas das contas de luz e water, pra evitar que você tenha um blackout!

Quer se vestir bem e estar fashion? Escolha o que funciona melhor na sua situation: baby doll, blazer, casual, formal, lycra, jeans, shorts, ou tennis shoes.

Se você for trabalhar por aqui, pode ir pro escritório de car, bus, taxi, truck, motobike, bike, skate ou caminhando mesmo!

E se tiver working por aqui, te dou um conselho;

Você já acorda olhando seu smartphone, ou notebook, e dá uma olhada no seu messenger, ou social media e abre vários links?

Vai pro trabalho, liga o modem, o monitor, o scanner, cancela o backup e update automático que sempre abre quando você dá restart no computer, usa o seu mouse para fazer uma connection à internet, e acessar algumas homepages, tanto off-line quanto online.

Abre o e-mail,  coloca o login e password, liga a impressora e dá um print em uns documentos. Enquanto dá um load você dá um play no seu media player e aproveita os conteúdos multimedia que você já tinha feito o download. Liga o speaker, e dá um upgrade no seu ambiente de trabalho com uma music bem top.

Enquanto digita, percebe que as teclas shift, escape (Esc), control, page up, page down, home, endtab e enter estão com bug. Já não bastasse, você vê sua list de tasks e jobs gigantesca e começa a ficar crazy?

Então, independente se você é president, baby-sitter, barman, barwoman, cowboy, cowgirl, doctor, freelancer, model, office-boy, topmodel, profissional de marketing, designer, aplicador de mega hair ou serial killer,  o importante é estar bem consigo mesmo. Então, keep calm, e crie moments para dar um relax; vá pra um happy hour, marca um coffee break, desenvolva seu networking, faça um follow up com pessoas que você não vê faz tempo, e aproveite para aliviar o stress.

Então pra gente terminar com um happy end: o Brazil é top!

Pode deixar seu feedback nos comments e add o viaje mais pagando menos no seu facebook! (=

The end!

 

Viu?! Você sabe muito mais de inglês do que imagina.

Quer aprender mais ainda e poder falar tranquilamente nas suas próximas viagens?

Baixe o eBook grátis para estudar e aprender inglês de uma maneira muito efetiva!

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD