Mês: Junho 2016

Quer viajar barato? Veja os lugares mais baratos do mundo de acordo com o Backpacker Index!

Você quer fazer aquela viagem, mas está sem muito dinheiro? Não tem problema! Saiba que existem lugares que são muito baratos para viajar. Muitos deles tem custos de vida muito menores do que no Brasil.

Vou te apresentar uma lista dos 35 lugares mais baratos para se visitar. Essa lista foi baseada no Índice do Mochileiro (Backpacker Index). Entenda o índice, conheça os lugares, e já marque a data da sua próxima viagem! (=

Vamos lá?!


 

O que é o Índice?

Ele é um índice criado pelo site Price of Travel. A primeira edição foi feita em 2010, e o objetivo deles e descobrir o custo de visitar os diferentes lugares do mundo, já convertido para uma moeda só (no caso, em dólares).


 

O que está incluído nos valores?

O custo de cada lugar inclui os seguintes itens:

– Uma cama em um hostel bom e barato
– 3 refeições a um bom preço
– 2 passagens de transporte público
– Entrada para 1 atração turística
– 3 cervejas baratas (ou seja, valor destinado a “entretenimento”)


Outras informações

Como todas as taxas de conversão variam diariamente, o site atualiza diariamente os valores. Para facilitar a nossa vida, além de colocar o valor em dólares, eu converti os valores para real, usando a cotação do dia 21 de Junho de 2016, que foi de R$ 3,40.

Aproveitando, se você tem interesse em comprar dólares, você pode conferir esse Guia passo a passo que fiz compartilhando minha estratégia para comprar dólares muito mais barato!

Como você vai perceber, a maioria dos países mais baratos fica na Ásia. Isso significa que, mesmo que seja bem barato se manter no país, seu maior custo vai ser com o voo. Se quer saber como começar no mundo das milhas aéreas e economizar na sua viagem, confira o artigo (PRIMEIROS PASSOS PARA MILHAS AÉREAS).

Bom, vamos à lista!


35. Cancun, México

Continente: América do Norte
Custo diário em dólar: US$ 30,44
Custo diário em reais: R$ 103,50


34. Sarajevo, Bósnia e Herzegovina

Continente: Europa
Custo diário em dólar: US$ 30,28
Custo diário em reais: R$ 102,95


33. Beijing, China

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 29,79
Custo diário em reais: R$ 101,29


32. Xian, China

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 29,39
Custo diário em reais: R$ 99,93


31. Marrakech, Marrocos

Continente: África
Custo diário em dólar: US$ 29,38
Custo diário em reais: R$ 99,89


30. Kuta, Bali, Indonésia

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 29,37
Custo diário em reais: R$ 99,86


29. Phuket, Tailândia

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 28,59
Custo diário em reais: R$ 97,21


28. Belgrado, Serbia

Continente: Europa
Custo diário em dólar: US$ 27,64
Custo diário em reais: R$ 93,98


27. Siem Reap, Camboja

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 27,50
Custo diário em reais: R$ 93,50


26. Fez, Marrocos

Continente: África
Custo diário em dólar: US$ 27,42
Custo diário em reais: R$ 93,23


25. Cidade do México, México

Continente: América do Norte
Custo diário em dólar: US$ 26,99
Custo diário em reais: R$ 91,77


24. Yangon, Myanmar (ou Birmânia)

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 26,64
Custo diário em reais: R$ 90,58


23. Sofia, Bulgária

Continente: Europa
Custo diário em dólar: US$ 26,59
Custo diário em reais: R$ 90,41


22. Jakarta, Indonésia

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 26,48
Custo diário em reais: R$ 90,03


21. Bangkok, Tailândia

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 25,58
Custo diário em reais: R$ 86,97


20. Cracóvia, Polônia

Continente: Europa
Custo diário em dólar: US$ 25,34
Custo diário em reais: R$ 86,16


19. La Paz, Bolivia

Continente: América do Sul
Custo diário em dólar: US$ 25,11
Custo diário em reais: R$ 85,37


18. Hoi An, Vietnã

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 25,04
Custo diário em reais: R$ 85,14


17. Manila, Filipinas

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 25,02
Custo diário em reais: R$ 85,07


16. Mumbai, Índia

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 24,54
Custo diário em reais: R$ 83,44


15. Bucareste, Romênia

Continente: Europa
Custo diário em dólar: US$ 24,24
Custo diário em reais: R$ 82,42


14. Phnom Penh, Camboja

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 23,75
Custo diário em reais: R$ 80,75


13. Delhi, Índia

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 23,35
Custo diário em reais: R$ 79,39


12. Colombo, Sri Lanka

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 23,05
Custo diário em reais: R$ 78,37


11. Cairo, Egito

Continente: África
Custo diário em dólar: US$ 23,03
Custo diário em reais: R$ 78,30


10. Luang Prabang, Laos

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 22,71
Custo diário em reais: R$ 77,21


9. Quito, Equador

Continente: América do Sul
Custo diário em dólar: US$ 22,20
Custo diário em reais: R$ 75,48


8. Kiev, Ucrânia

Continente: Europa
Custo diário em dólar: US$ 21,65
Custo diário em reais: R$ 73,61


7. Vientiane, Laos

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 19,93
Custo diário em reais: R$ 67,76


6. Kathmandu, Nepal

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 19,51
Custo diário em reais: R$ 66,33


5. Chiang Mai, Tailândia

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 18,98
Custo diário em reais: R$ 64,53


4. Goa, Índia

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 18,34
Custo diário em reais: R$ 62,36


3. Saigon (Ho Chi Minh City), Vietnã

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 18,29
Custo diário em reais: R$ 62,19


2. Hanoi, Vietnã

Continente: Ásia
Custo diário em dólar: US$ 17,12
Custo diário em reais: R$ 58,21


1. Pokhara, Nepal

Continente: Ásia
Custo diário em dólar:
US$ 15,64
Custo diário em reais:
R$ 53,18


Informações vieram do Ranking do Mochileiro de 2016 do site Price of Travel. 
No site deles você consegue conferir a lista completa com os 136 destinos.


Você teve alguma experiência nesses aeroportos? Compartilhe com a gente!

7 lições que você aprende viajando

Eu AMO viajar! Por isso que aprendi todas as técnicas para voar barato que compartilho com você.

E uma das coisas mais legais é que enquanto você está viajando, é como se tivesse passando por uma universidade pessoal! Aprendendo a lidar com pessoas de culturas diferentes, que lidam de formas diferentes.

É impossível voltar a mesma pessoa depois de uma boa viagem.

Por isso, veja só algumas das lições que aprendemos viajando!


1. Viajar com uma mente e um desejo de aprender

Depois de viajar aprendemos que os melhores momentos não são aqueles em que seguimos um plano definido, interagindo com a tela de um celular, sem muitas surpresas.

Mas que a viagem, como a vida, só vale a pena quando nos permitimos ser surpreendidos. Quando vamos com a mente aberta e um grande desejo de aprender.

Quando nos permitimos ser o aprendiz. Pedir informação, ouvir sugestões, conhecer pessoas novas, e tentar coisas novas.


2. Ver além dos pontos turísticos e passar tempo com os locais

A experiência de viagens nos ensina que existem duas realidades paralelas. Duas dimensões diferentes em cada cidade: a de turistas e a real.

Todas as regiões feitas para turísticas, com seus pontos turísticos, restaurantes e tudo o mais não dizem nada sobre o dia a dia da população local.

E não há nada do que fazer amizade com locais, e viver o dia a dia como um deles. Só assim você pode entender de verdade a cultura de cada país. Comer o “arroz com feijão” deles, ao invés de comer um strogonoff e achar que esse é o prato tradicional deles.


3. Ser agradável, uma vez que você é um convidado em outro país

Ao visitar outro país, você é como um convidado que foi convidado à casa de alguém. E quem te convidou está disposto a compartilhar tudo com você.

Seu único papel é aproveitar cada momento e respeitar o local. Ser agradável, e respeitoso. Não há nada pior do que sair da casa de alguém com a sensação de que nunca será convidado novamente.


4. Viajar é sempre melhor pelo chão. Vá pelo maior caminho

Fila de embarque, aeromoça dando sinais, e uma chegada rápida. É verdade que viajar de avião tem muitos benefícios. No quesito tempo não tem como discutir isso.

Porém, se você estiver viajando dentro do país, você aprende que não existe forma mais impessoal do que ir voando. Ao seguir a viagem de carro, ônibus, trem, você pode:

Aproveitar trecho por trecho, ver a paisagem, tirar diversas fotos, puxar assunto com locais, fazer amizades, conseguir recomendações do que fazer, conseguir um “guia turístico” gratuito, e ser um local por algumas horas.


5. Questionar seus preconceitos e tentar coisas novas

“Essa região é muito perigosa!”, ” O povo de lá vai tirar vantagem de você!”, “A comida de lá é horrível!”, “Nunca diga oi para ninguém! Eles são muito rabugentos!”, e a lista poderia seguir para sempre!

Nossos amigos, os sites, portais, canais de TV, e todas mídias acabam nos passando muitas imagens e preconceitos sobre alguns lugares.

Mas você já descobriu que só há um jeito de aproveitar a vida: descobrir por si mesmo. Você aprendeu que não vale a pena ir para algum lugar esperando uma reação X, Y, Z. Que vale muito mais mais ir sem expectativas e tirar suas próprias conclusões.

E por isso, viajando você também aprendeu a evitar criar idéias nas cabeças de quem você já conhece, para deixá-los descobrir por si mesmos!


6. Apreciar todos os momentos; viajar é um privilégio!

Depois de viajar você descobriu que o que mais vai ficar na sua memória não são as grandes coisas: os pontos turísticos, a língua, o prato principal, mas os detalhes:

A forma como a pessoa te ajudou quando tinha dúvidas, a sensação ao sentir o vento e o sol batendo no seu rosto ao tirar a foto naquele ponto turístico, ou como foi tentar fazer aquele som para pedir um prato no restaurante.

São sempre os detalhes. E por isso você passa a apreciar tudo. Principalmente as pequenas coisas. E descobre que não tem privilégio maior do que ter condições de viajar e conhecer novos lugares.


7. Lembrar que a jornada nunca termina de verdade

Por último, você descobre que não existe essa história de que “a viagem terminou!”. Na verdade a jornada teve uma mudança para um momento de preparação.

É apenas uma pausa, e uma preparação para o próximo momento. Onde você vai subir no avião novamente e ter mais uma aventura.

E por isso, você fica tranquilo quando a viagem termina. E já começa a planejar a próxima. Já faz planos de quanto vai precisar para seguir sua jornada e como conseguir.

E a vontade é tanta que você sabe que está disposto a tudo (ou quase tudo! hehe) para chegar lá! É como se você estivesse sempre viajando, com pit stops entre as viagens!

 

Sinais de que você está viciado em viagens!

“Eu AMO viagens!”

A maioria das pessoas já falou essa frase uma ou outra vez na vida.

Mas muitas vezes essa sensação pode passar um pouquiiiinho dos limites!

Veja se você não está ficando quase viciado em viagens!


1. Meus amigos estão pensando em criar raízes enquanto eu penso em largar tudo

Enquanto seus amigos começam a falar sobre casar, ter filhos, comprar uma casa, e se estabelecer, você está planejando suas próximas viagens: mochilão, viagens de final de semana ou até tirar um tempo sabático para viajar.

Nas conversas com eles você sempre é o deslocado, que eles olham com aquele olhar de “tá na hora de crescer, não é?!”.

E você vê que não tem problema nenhum com isso!


2. Toda vez que você vê um avião você deseja estar dentro dele

Quando você está indo ou voltando para o trabalho e vê aquele belo avião passando, a primeira coisa que você imagina é a si mesmo sentado na janela, com seus planos e anotações de viagens na mão, preparando para aproveitar o máximo da sua viagem.

Ver um avião para você é o mesmo que uma pessoa com muita fome ver um grande hamburguer suculento. Impossível não babar e querer para você!


3. Viagens são a referência para sua vida

“Ah, claro! A última vez que nós nos vimos foi antes da minha viagem para Portugal, e depois do meu mochilão nos Andes.” Sua vida pode ser medida em referência às suas viagens.

Elas passam a ser referência para tudo: Referência de tempo, referência de sucesso, referência de futuro. Algumas pessoas medem suas vidas pelo quanto tem de bens materiais. Você pelos países que você riscou da sua lista!

Simples assim!


4. Você acha os carimbos no passaporte de uma beleza única

Para muitos aqueles carimbos de entrada e saída dos países são só um pouco de tinta mal carimbada por um fiscal mal humorado. Mas não para você;

Aquela marquinha para você é algo lindo. Algo único. É como ver uma das maravilhas da humanidade. Para você ele representa muito mais. Representa a liberdade, felicidade e até uma certa magia.

Tem gente que não entende a arte mesmo!


5. Ver mapas e guias de lugares que você nunca visitou é quase um hobby

Quando você está entediado, ou com algum tempinho livre, você gosta de ver fotos, guias, e mapas de lugares que você nunca visitou.

Sua imaginação vai a mil. Você se imagina vivendo aquela experiência. Seu photoshop mental te coloca no lugar, e o software da sua mente te faz até sentir como deve ser visitar a região!

Nada como essa expectativa antes das suas aventuras de viagens!


6. Viajar é sua fuga da realidade. mas é viajando que você se conecta mais com a vida

Viajar com certeza é um certa fuga do dia a dia, das responsabilidades, das chatices. É uma abertura ao mundo das possibilidades, do novo, como se você entrasse em uma nova realidade.

Mas a ironia é: para você as viagens são um momento único que faz com que você se sinta mais vivo do que nunca. Ao invés de uma fuga, acaba sendo uma recarga, um renascimento.

E como a fênix, você sai das cinzas e acende aquele fogo interior novamente!


7. Quando sua viagem acaba você já quer é fazer as malas e começar de novo

A viagem terminou. Você volta cheio de memórias, lembranças, fotos, contato de pessoas, e memórias únicas de uma experiência que valeu a pena.

E enquanto você deveria estar se preparando para voltar a rotina de trabalho, a única coisa que você quer é refazer as malas, comprar outra passagem e iniciar outra aventura.

Para você existem 2 momentos na vida: As viagens, e a preparação para as viagens! Nada mais!

 

 

Melhores lugares do mundo para surf? Saiba quais são!

Surf é uma mistura entre academia, terapeuta e igreja: é um esporte que envolve corpo, alma e espírito ao mesmo tempo!

Poucas coisas na vida dão a paz que boas horas de surf te proporcionam!

Se essa é a sua pegada, e você também gosta de viajar, está na hora de conhecer os melhores points de surf do mundo!

Para te ajudar fiz essa compilação, onde explico o que torna um lugar excelente para o surf, e uma seleção dos melhores!

Pronto para descobrir qual o próximo destino da sua prancha?


 

Onde surgiu?

Há quem diga que a origem do surf é tão antiga quanto a presença do homem nas águas. Ou seja, mesmo sem pranchas, povos primitivos já deviam praticar o chamado body surf (famoso jacarezinho).

O uso das pranchas surgiu na Polinésia Ocidental há mais de 3 mil anos atrás. Nesse conjunto de ilhas que ficam na Oceania, perto da Austrália, alguns pescadores usavam o surf como uma forma mais eficiente de voltar do alto mar com sua pesca.

Em algum momento ele deixou de ser só uma “ferramenta de trabalho” para se tornar um passatempo, um hobby. E o resto é história!


O faz com que um lugar seja perfeito para o surf?

Nenhum lugar tem boas condições de surf o ano todo. Variações no clima criam períodos ruins para a prática. Então uma resposta simples: Os melhores lugares são os que tem boas ondas o maior número de dias por ano!

E afinal, o que faz com que as ondas sejam boas?


 

Como se formam as ondas?

Muitos fatores influenciam na formação das ondas, e, por consequencia, na qualidade delas. Mas 4 são os mais importantes:

 

> VENTO

Essa é a variável mais importante para a criação de ondas de qualidade. O vento atinge o oceano e muda a superfície das águas do oceano. Qualquer diferença em força, direção, duração e consistência dos ventos altera o tipo de ondas formadas.

 

> DIREÇÃO E FORÇA DAS ONDAS

Depois de formadas em alto mar, as ondas vão se seguir até a praia. A direção e força das ondas vão dizer como a maré e a configuração do fundo do mar vão criar diferentes ondas.

Dependendo direções e forças são o que fazem com que algumas ondas pareçam vir exatamente de frente à orla, e outra venham como em diagonal.

 

> MARÉS

Não é de hoje que se sabe que a Lua cheia influencia a maré e as ondas. Você com certeza já ouviu falar do efeito da Lua cheia no mar: As marés cheias ficam ainda mais cheias, e as marés baixas, muito baixas.

Ao longo do mês as marés variam bastante. Em alguns momentos a praia vai ficar mais flat (parecendo um piscinão sem ondas), e em outros vai estar “de ressaca”, muito agitada para que se aproveite o surf.

 

> FUNDO DO MAR

As ondas que vês do alto mar são só ondulações na superfície. O que faz com que elas quebrem é a configuração do fundo do mar. É só imaginar o que acontece quando você empurra um pouco de água da pia em direção à parede: Quando e ondinha que você criou atinge a parede, ela espalha.

No caso da onda, quando o fundo do mar começa a ficar cada vez mais raso, a água que está mais funda espalha como a água na pia. Isso força essa água de baixo para cima. E ela então “sobe” até que “quebre”.

Diferentes configurações de fundo do mar fazem ondas mais altas, ou baixas; longas ou curtas.


 

Então, quais são os melhores lugares para o surf?

Os melhores destinos são os que tem uma combinação perfeita desses quatro fatores. Assim elas consegue gerar ondas muito boas. E além de boa qualidade de ondas, os melhores pontos para o surf conseguem ter ondas boas grande parte dos dias do ano.

Veja quais são os lugares do mundo que conseguem unir melhor essas características, de acordo com surfistas do mundo todo:


24. Sultans, Maldivas

Continente: Ásia
Região onde fica: Norte de Male, capital das Maldivas.
Melhor época do ano para o surf: Abril a Outubro


 23. Florianópolis, Brazil

Continente: América do Sul
Região onde fica: Estado de Santa Catarina, Brasil
Melhor época do ano para o surf: Março a Maio, e Setembro a Novembro


 22. Ilhas Mentawai, Indonésia

Continente: Ásia
Região onde fica: Ilhas perto de Bali, na Indonésia.
Melhor época do ano para o surf: Março a Novembro


21. Byron Bay, Austrália

Continente: Oceania
Região onde fica: Estado de Nova Gales do Sul, na Austrália Continental.
Melhor época do ano para o surf: Maio a Setembro


20. Rincón, Porto Rico (EUA)

Continente: América do Norte
Região onde fica: Extremo ocidente da ilha, em Porto Rico.
Melhor época do ano para o surf: Novembro a Abril


19. Teahupo´o, Taiti (França)

Continente: Oceania
Região onde fica: Faz parte das ilhas da Polinésia francesa. Fica no meio do Oceano pacífico.
Melhor época do ano para o surf: Abril a Setembro


18. Praia da Baía de Arugam, Sri Lanka

Continente: Ásia
Região onde fica: Fica em Pottuvil, no distrito de Ampara, sudeste do Sri Lanka.
Melhor época do ano para o surf: Abril a Outubro


17. Riyuewan Sanya, China

Continente: Ásia
Região onde fica: Sul da província de Hainan, arquipélago na China.
Melhor época do ano para o surf: Outubro a Março


16. Coconut Point, Ilhas Samoa

Continente: Oceania
Região onde fica: Sul das Ilhas Samoa.
Melhor época do ano para o surf: Abril a Novembro


15. Punta Mita, Mexico

Continente: América do Norte
Região onde fica: Província de Nayarit, no México.
Melhor época do ano para o surf: Abril a Outubro


14. Hossegor, França

Continente: Europa
Região onde fica: Região administrativa de Aquitânia, no departamento de Landes.
Melhor época do ano para o surf: Março/Abril ou Setembro/Outubro


13. Cloud Nine, Filipinas

Continente: Ásia
Região onde fica: Ilha de Siargao, nas Filipinas
Melhor época do ano para o surf: Setembro a Março


12. Praia Montanita, Equador

Continente: América Central
Região onde fica: Província de Santa Elena, sul do Equador
Melhor época do ano para o surf: Novembro a Fevereiro


11. Maverick, Estados Unidos

Continente: América do Norte
Região onde fica: Noroeste da Califórnia, nos Estados Unidos
Melhor época do ano para o surf: Setembro a Abril


10. Baía Watergate, Inglaterra

Continente: Europa
Região onde fica: Norte do distrito de Cornwall, na Inglaterra (Reino Unido).
Melhor época do ano para o surf: Maio a Setembro


9. Cloudbreak, Ilhas Fiji

Continente: Oceania
Região onde fica: Ipequena lha Tavarua, em Fiji
Melhor época do ano para o surf: Maio a Setembro


8. Praia de Bundoran, Irlanda

Continente: Europa
Região onde fica: Condado de Donegal, na Irlanda.
Melhor época do ano para o surf: Setembro a Maio


7. Uluwatu e Kuta, Indonésia

Continente: Ásia
Região onde fica: Ilha de Bali, na Indonésia.
Melhor época do ano para o surf: Abril a Setembro


6. Superbanks, Austrália

Continente: Oceania
Região onde fica: Cidade de Gold Coast, na Austrália.
Melhor época do ano para o surf: Maio a Setembro


5. Banzai Pipeline, Hawaii (EUA)

Continente: América do Norte
Região onde fica: Distrito de Pupukea, na ilha de Oahu, no Hawaii (EUA).
Melhor época do ano para o surf: Março a Outubro


4. Jeffrey´s Bay, África do Sul

Continente: África
Região onde fica: Província Oriental do Cabo, na África do Sul.
Melhor época do ano para o surf: Março a Setembro


3. Black Beach, Estados Unidos

Continente: América do Norte
Região onde fica: Cidade de San Diego, Califórnia nos Estados Unidos.
Melhor época do ano para o surf: Maio a Outubro


2. Tofino, Canadá

Continente: América do Norte
Região onde fica: Sul da Província de Colúmbia Britânica, no Canadá.
Melhor época do ano para o surf: Abril a Novembro


1. Anchor Point, Marrocos

Continente: África
Região onde fica: Província de Agadir-Ida Ou Tanane, no sul do Marrocos.
Melhor época do ano para o surf: Outubro a Março


BONUS – Pororoca Brasileira

Continente: América do Sul
Região onde fica: Recorde planetário aconteceu no Cabo Orange no Amapá, divisa com o Maranhão.
Época do ano em que acontece: Março e Abril, a cada 12h.

OBS: Apesar de tecnicamente essa não ser um local, ou não se enquadrar nos fatores que fazem de um lugar ideal, a pororoca é uma atração única.

A pororoca é quando o mar encontra um rio e cria uma onda muito forte. Acontece em alguns lugares do mundo, mais o mais forte acontece por aqui.

Por isso está na lista, com nosso orgulho nacional! (=


Você conhece outros lugares no mundo que são excelentes para o surf e que poderiam estar nessa lista? Me conta nos comentários!

Ranking – Quais os tipos de passageiros mais irritantes?

Existem passageiros de todo o tipo em um voo. Alguns tem o poder de fazer o voo sensacional, e outros conseguem estragá-lo totalmente.

Você já deve ter visto algum passageiro irritante não é mesmo? Pois é! Nas minhas diversas viagens já vi inúmeros também!

Pensando nisso, a Expedia vez uma pesquisa. De acordo com o Estudo de Etiqueta Aérea feito em 2015, foram identificados 6 principais tipos de passageiros que irritam até o próprio buda em pessoa.

As 1.019 pessoas consultadas mostraram que podem descordar de muita coisa… menos de qual tipo de passageiro estressa mais.

Veja se você é um desses, ou se concorda com a lista.


1. Os chutadores de Assento

Quantidade de votos: 61%

Talvez seja o efeito dos sapatos de crianças de cinco anos de idade. Talvez a pressão constante do joelho de um jogador de basquete.

De qualquer forma não é gostoso sentir que você está dentro de uma partida de futebol que foi para os pênaltis. E seu assento é a bola. E o número de chutes é EXATAMENTE a duração do seu voo!

Dentre tantos passageiros, precisava você ser o premiado com um desse bem atrás do seu assento?


2.Os pais Negligentes

Quantidade de votos: 59%

O que poderia ser tão mal quanto uma criança chutando a parte de trás do seu assento? Claro que seria os pais que não estão nem aí para parar o “goleador” de treinar suas cobranças!

Aqueles pais que parecem que precisam de uma visita no oculista. Nunca veem as traquinagens dos filhos, e nem se tocam pelas olhadas fulminantes dos outros passageiros ao redor!

Precisam ir ao médico ver isso, ou então tomar aquele famoso remédio minha vó chamava “Simancol”.


3.Os Passageiros Aromáticos

Quantidade de votos: 50%

Me diz, o que é pior: Excesso de perfume ou falta de desodorante? Vou deixar para você decidir. E essa é uma briga de titãs! Uma luta beem disputada!

Aquele perfume sabor 1000 rosas com alcance de até 1 km ou aquele cheiro de catinga, que normalmente traz de brinde uma pessoa que “adora” se espreguiçar dentro do voo!


4. Os quase surdos

Quantidade de votos: 50%

Você já tá esperando um pouco de paz e calmaria no avião. Uma chance para colocar o sono em dia. E tudo ia bem.

Só que você não contava que o passageiro na sua frente teria os seus fones de ouvido BOMBANDO tão alto que você e todos os passageiros ao redor sentem que estão em um show ao vivo. Até ouvem a platéia gritando.

E então você se pergunta: Como a ciência ainda não estuda esse tipo de pessoa? Deve ser um X-Men! Por não estar surdo!


5. O Beberrão

Quantidade de votos: 45%

Quando você embarcou no voo você não queria que ele te lembrasse uma noite em um bar não é?

Mas alguns passageiros querem! E elas fazem questão de mostrar isso. Pedem doses e mais doses de bebidas. E começam a agir como se estivessem em um bar. Falar alto, falar besteira, e até tentar a sorte com a garota que senta ao lado!


6. O Zé ou Maria bate-papo

Quantidade de votos: 43%

Sabe os fones de ouvido que você está usando desde que entrou no voo para conseguir um pouco de silêncio e privacidade? Pois é, ele não vai funcionar!

O Zé ou Maria bate-papo vai começar a te bombardear com perguntas até que você os tire. Não importa! Sua melhor chance é fingir que está dormindo. O VOO TODO!


Eaí, concorda com essa lista? Tem mais algum passageiro irritante que você acrescentaria? Me conta nos comentários!

 

Guia secreto para comprar dólar barato que você nunca ouviu falar antes – Passo a passo

Viajar! Eita coisa gostosa né? Só que perto da data do seu embarque você descobre que a cotação do dólar (euro, libra, etc) está mais alta do que custo do cafezinho no aeroporto!

Nada pode tirar tanto o sossego de uma viagem tão sonhada e planejada do que uma alta taxa de câmbio!

Então, para te ajudar a economizar dinheiro com o câmbio e aproveitar as melhores ofertas, preparei esse guia de como comprar o dólar (e outras moedas) mais baratos!

Durante o artigo vou sempre usar o dólar como referência. Porém você pode usar as estratégias para qualquer moeda do mundo!

Não sou um Mestre em Finanças, e nem é o meu objetivo ir muito no detalhe das definições.

O artigo vai falar sobre:
-> Os tipos de dólar que você pode ter acesso.
-> Quais são os 2 fatores que influenciam na variação do dólar
-> E por último a Estratégia para utilizar esses 2 fatores para economizar

Se já souber as informações, pode ir direto para a estratégia de como economizar!

O quanto posso economizar?
Não existe um valor garantido.
Na análise das últimas 4 semanas, a variação foi de quase R$ 0,30 pór dólar, entre os maiores e menores valores!

Pronto para gastar menos com a compra de dólares, e de uma forma fácil, passo a passo?!


Entenda os tipos de moeda

Comercial, Turismo, Paralelo…Se você foi pesquisar valores de cotação do dólar deve ter visto esses termos.

O dólar não tem diferença como moeda. Então, independente do tipo que estivermos falando, todos são a mesma moeda. O que diz qual tipo vai ser é para o que é usado, e por quem.

Inclusive, em 2005 o Dólar Turismo e o Dólar Comercial foram unificados. Dessa forma eles seguem o mesmo mercado legal no país. Os nomes ainda são utilizados para indicar as diferentes taxas praticadas pelo mercado, dependendo do tipo de operação. Conheça quais são elas:

Dólar Turismo

Quem usa: Qualquer pessoa
Usado para o que: Venda e compra de dólar usado em viagens no exterior, aquisição de passagens aéreas, gastos no exterior feitos com cartão de crédito internacional.

Outras informações:
 O volume de compra do dólar turismo é mais relativamente baixo. Então ele pode ser comparado com mercados no varejo. Por poder comprar pouco, as taxas são mais altas.

 

Dólar Comercial

Quem usa: Grandes Empresas, governo, e raramente brasileiros residentes fora do país.
Usado para o que: Venda e compra de dólar usado em importação e exportação de mercadorias em grandes empresas. Movimentações financeiras do governo no exterior, e empréstimos de brasileiros residentes fora do país (quando registrados no Banco Central).

Outras informações: O volume de dólar em cada transação é muito maior do que no caso do dólar turismo. Então funciona como fazer uma compra no atacado: por comprar uma quantidade alta, o valor individual é mais baixo.

 

Dólar Paralelo

Quem usa: Qualquer pessoa que queira comercializar a moeda de forma ilícita.
Usado para o que: O dólar definido como paralelo é o que circula fora dos meios oficiais de compra e venda. Os principais usos são lavagem de dinheiro, sonegação, tráfico, entre outras práticas ilegais. Até mesmo, comprar dólares de um amigo é considerado negociação de dólar paralelo. São quaisquer negócios de compra e venda feitos de forma clandestina, sem reconhecimento do Banco Central.

Outras informações: Antigamente utilizavam dessa moeda para evitar problemas na economia nacional, como o confisco das poupanças no passado. Hoje em dia não é mais tão comum. Por ser clandestinos, o valor é definido pelas pessoas envolvidas na negociação, e não tem nenhuma influência oficial no preço.

Como aqui no Brasil não é possível fazer compras diretamente com o dólar, é um mercado mais incomum. Em alguns países da América Latina, como o Peru, é possível comprar produtos e serviços diretamente com o dólar. A cotação usada é informal e clandestina.


Como variam os preços do dólar?

Meu navegador já estava quase travando com as mais de 30 abas abertas sobre comportamento do mercado de dólar. Eu lia uma atrás da outra. Queria ter certeza que ia fazer a melhor compra; de que conseguiria encontrar o momento certo.

E então, eu encontrei: Dólar sendo vendido a R$ 3,31! Esse valor era sensacional. Melhor do que qualquer possibildade  na minha imaginação! Assim ia sobrar dinheiro para gastar na viagem! Enquanto já imaginava no que podia gastar a sobra, quais programas poderia fazer, corri para fazer a compra!

E lembro como se fosse hoje: a cotação da casa de câmbio estava quase 0,15 mais cara do que o que a cotação oficial. Ai não era só uma questão de gastar uma grana a mais. Mas eram planos que mal estavam formadas na cabeça, que já tomavam um banho de água fria. Fiquei bravo, decepcionado. Mas não tive escolha. Comprei no que acabou sendo a melhor cotação das últimas 3 semanas! Acima da cotação oficial!


 

E por que isso acontece?

Depois dessa frustração, tive que entender! Pesquisei, e entendi. É simples, na verdade: no Brasil o câmbio do dólar não é fixado pelo governo. Em outras palavras, o governo não define preços máximos e mínimos de venda da moeda. Isso é diferente do que acontece na China, por exemplo, onde o governo define qual o preço da cotação de moedas estrangeiras.

Voltando ao Brasil, o valor da moeda que você encontra nos meios oficiais é uma taxa média de todas as operações que aconteceram no mercado financeiro, a chamada PTAX. Ou seja, ela é dá uma idéia de como se comportou o mercado e o preço em um período de referência (hora, dia, semana, mês, ano, etc). Mas não é um valor obrigatório para ser usado pelas casas de câmbio.

Existem 2 fatores que influenciam no preço que vamos pagar no final das contas: O Mercado e as casas de câmbio! Vamos falar rapidamente de cada um deles.


Fator Número 1 – O mercado: Oferta e Demanda!

“Moça bonita não paga! Mas também não leeeva!” Minha infância foi vivida a base de muito pastel e caldo de cana nas feiras de rua. Ao sair do Brasil essa era uma daquelas coisas que eu sentia falta.

E não tem lugar melhor para entender o mercado do que em uma feira. Os vendedores montam as suas barracas por volta das 04h da manhã. Eles trazem uma grande quantidade de frutas, verduras, legumes, carnes, e tudo o que mais que eles vendem.

A única certeza que os comerciantes tem é que por volta das 14h-15h a feira termina. O objetivo deles: vender o que puderem.

No começo do dia, preços são cheios. Imagine três produtos: banana, maçã e mamão! No começo do dia todos custam R$ 2,00.

Durante a feira, o vendedor percebe o seguinte:

  • A banana está vendendo bem. Deve acabar antes das 12h.
  • A maça está vendendo normal. Deve vender tudo.
  • O mamão não está vendendo bem.

O que ele faz? “Olha o mamão em promoção! É só aqui, aproveeeite!”Ele também pode aumentar o preço da banana.

E isso é um dos princípios mais importantes da Economia: Oferta e Demanda. Quando você tem mais oferta de um produto do que demanda de compradores, o valor dele cai. Sempre que se tem mais demanda do que oferta, o valor aumenta.

E isso vale para o dólar:
– Se em um dia específico muitas pessoas comprarem dólares no mercado, seu valor aumenta.
– Caso no dia seguinte, muitas pessoas vendam seus dólares, seu valor diminui!

O primeiro fator, então, é o mercado. Esse não conseguimos controlar. Para mudar o valor do dólar no mercado, é preciso comprar ou vender quantidades MUITO ALTAS de dólares.

Não podemos controlar o mercado. Mas conhecer o mercado já ajuda a tirar vantagem dele!


Fator Número 2 – Casas de Câmbio

O segundo fator que influencia os preços do dólar são as casas de câmbio. Elas são autorizadas pelo Banco Central para comprar e vender moedas.

Para consultar a lista de casas de casa de câmbios regularizadas, clique aqui

E como as casa de câmbio influenciam os preços do dólar?

As Casas de Câmbio compram um produto por um preço, e vendem mais caro! Então, se o preço no mercado está em R$ 3,50, as casas compram por esse preço, e revendem com uma margem de lucro.

Então, diferentes casas cobram diferentes preços pelo mesmo produto! E esse é o segredo!

O problema é que, diferente de produtos como arroz, nós não temos idéia de quanto vale o dólar.

O grande problema é que nós temos uma idéia de quanto custa em média o leite. Mas não temos noção de quanto custa o dólar. E é essa falta de informação que nos custa caro ao comprar a moeda.

Quais as taxas envolvidas nas casas de câmbio?

Ao comprar ou vender dólares, existem diversas taxas envolvidas (entre impostos e taxas das casas)

As principais taxas são:
Conversão da moeda: Como já falamos, cada Casa de Câmbio tem liberdade de cobrar o que valor que queira.

Taxa de operação: A grande maioria das casas de câmbio cobram, além de um valor por dólar comprado, uma taxa única de transação. Ou seja, independente se você comprar US$ 10,00 ou US$ 1.000,00 a taxa vai ser a mesma.

IOF: O IOF é o Imposto sobre Operações Financeiras. Ele é cobrado para todas as operações de crédito, câmbio, seguro ou operações relacionadas a títulos e valores imobiliários, ou operações com ouro, e outras ativos financeiros. Conheça as alíquotas de compra:

– 1,10% para compra de papel moeda. 
– 6,38% para compras internacionais efetuadas com cartão de crédito, débito e recarga de cartões pré-pagos (conhecidos como travel money).

Qual é a casa de câmbio mais barata?

Você vai comprar US$ 100,00 e encontrou duas casas de câmbio, cada uma com as seguintes condições:

  • CASA DE CÂMBIO 1
    Câmbio: US$ 1,00 = R$ 3,50
    Taxa de transação: R$ 30,00 por transação
  • CASA DE CÂMBIO 2
    Câmbio: US$ 1,00 = R$ 3,45
    Taxa de transação: R$ 45,00 por transação

Qual casa é mais vantagem fazer a compra? Uma taxa de câmbio menor é sempre melhor não é? Mas será mesmo? Vamos calcular:

  • CASA DE CÂMBIO 1
    Câmbio: R$ 350,00
    IOF: R$ 3,85
    Taxa de transação: R$ 30,00
    TOTAL: R$ 383,85
  • CASA DE CÂMBIO 2
    Câmbio: R$ 345,00
    IOF: R$ 3,795
    Taxa de transação: R$ 45,00
    TOTAL: R$ 393,79

Nesse caso, você teria pago cerca de R$ 3,84 na Casa de Câmbio 1 e cerca de R$ 3,94 na Casa de Câmbio 2. Esse valor é que chamamos de VET – Valor Efetivo Total

Você deve ter percebido algo que preocupa: “com tantas taxas, como vou conseguir saber qual é a Casa de Câmbio mais barata?”. Veja na nossa estratégia:


Estratégia para economizar na compra de Dólares

A partir de agora você já sabe que o Mercado define a média de preços de negociação do dólar. E que baseado nesse preço do mercado, as Casas de Câmbio definem o quanto vão cobrar para te vender a moeda. Nossa estratégia então, atua nesses dois fatores.

De forma resumida, para comprar dólares de forma barata, devemos fazer a compra em um dia que o mercado esteja em baixa (com muita oferta de dólares e pouca demanda de compradores), e comprar da Casa de Câmbio que tenha depois de todas as taxas tenha o menor preço (ou seja, menor VET).


PARTE 1 – Encontrando melhor momento para a compra

Conhecendo o Mercado de Dólar

Regras Básicas

IMPREVISIBILIDADE – O Mercado financeiro é imprevisível. as palavras Mercado Financeiro e Garantia, ou Certeza, não cabem na mesma palavra. Entenda isso para não criar expectativas muito arrojadas.

PLANEJAMENTO 
Como o mercado é imprevisível, é bom ter algum nível de planejamento para tirar melhor vantagem do método. O ideal é 1 mês antes da sua viagem começar a usar o método. Você vai precisar de cerca de 15 min por semana para isso. Se sua viagem de emergência, é possível tirar vantagem usando o final do método. Não terá os mesmos resultados, mas já conseguirá economizar um pouco.

COMPROMETIMENTO
Para ter sucesso, você deve gastar pouquinho tempo por semana definindo qual seria o melhor momento para a compra. Depois disso, você vai precisar de cerca de 15-20 min no dia da compra. É isso! É pouco e já vai te garantir resultados.

FUNCIONAMENTO DO MERCADO DE CAPITAIS
O Mercado Financeiro funciona todos os dias úteis, de acordo com o calendário de feriados da cidade de São Paulo, onde está a sede da BM&F Bovespa. O horário de funcionamento é: das 10h às 17h exceto entre outubro a março (quando fecha às 18h).


Ciclos de variação

O dólar funciona em ciclos de variação de preços. Essa variação acontece em ciclo diário, semanal, mensal, e por aí vai.

Isso significa que, mesmo se o dólar fechar em baixa em um dia, pode ser caro por estar em um ciclo de alta semanal, ou mensal.

Veja a comparação dos seguintes ciclos:

DIÁRIO (16/06/16)

No dia existiram dois picos: Uma alta do dólar, chegando a R$ 3,50 logo no início do dia, e uma baixa, com o dólar chegando a quase R$ 3,46, por volta das 13h30.

Durante o dia a variação foi considerável, não é?


SEMANAL (09/06/16 à 16/06/2016)

Eu pintei de cinza a variação do dia 16/06 para que possamos comparar com a semana. Veja como aquelas variações que aconteceram no dia parecem muito menores quando comparados no ciclo da semana

Veja também que a alta do dia 16/06 foi o pico mais alta da semana. Porém a baixa do dia 16/06 está bem acima da baixa da semana.


MENSAL (19/05/16 à 16/06/2016)

Nesse último gráfico de variação do último mês, veja que a baixa da semana foi o pico mais baixo do último mês, com o dólar caindo a um pouco menos do que R$ 3,36.

Já o pico mais alto, aconteceu nos primeiros dias do mês, chegando a quase R$ 3,63.

Veja então que:
– Todos os ciclos tem altas e baixas
– Um pico e uma baixa em um contexto diário podem não ser nada comparado com o contexto semanal e mensal!

 

Encontrando o melhor dia

0) Encontrar as informações

Eu gosto de consultar essas informações no Gráfico Interativo do Investing.com. Ele é simples e intuitivo.

Ao abrir o link, verá o gráfico assim

Ele te oferece muitas configurações. As mais importantes são:

Tipo de Gráfico: Eu sempre escolho o de linhas (veja fotos).

Peridiocidade: Você pode escolher de quanto em quanto tempo você vai ver os pontos. Dependendo do período que você estiver analisando vale a pena mudar.
Análises mensais => selecione dias.
Análises semanais e diárias => selecione 15 ou 30 min.

Barra inferior:

Ela está configurada em notação americana: Mês / Dia / Ano. Nesse exemplo, vai de 14/02/16 até 16/06/16.


1) Analise o ciclo mensal e semanal

Tempo gasto: 2,5 min por semana
O ciclo semanal deve ser verificado 1 vez por mês, e o semanal 1 vez por semana.

Objetivo: Decidir se vale a pena comprar agora ou esperar!
Lembre-se que o mercado é imprevisível. As vezes é melhor garantir um valor baixo do que esperar muito mais, e pagar a mais por ganância.

Fazendo a análise:
Ciclo mensal
Ao ver o ciclo mensal se pergunta:
– Já existiu um pico de baixa muito claro no mês?
– Agora estamos em uma alta, uma baixa, ou um valor intermediário?

O momento para compra ideal é uma baixa no mês!

No nosso exemplo,  já houve um pico inferior sim, que aconteceu por volta do dia 09 de junho:

Ciclo Semanal
O ciclo mensal vai te dizer se agora é um momento de baixa, alta, ou valor médio.
Baixa: Ótimo momento para comprar.
Alta: Aguarde! Acompanhe as análises semanais para 1-2 vezes por semana até acontecer uma baixa.
Intermediário: Decisão varia. Se tiver tempo para a viagem, pode esperar.

 

No nosso exemplo, estamos em um momento intermediário no mês. Vendo a diferença entre o menor valor do Mês e o de hoje, eu compraria!

Objetivo dessas análises é decidir se você vai comprar agora. Quando decidir que sim, siga para o próximo passo.


1) Analise ciclo diário

A partir de agora, você decidiu comprar hoje, você tem que saber a melhor hora do dia!

Acompanhe a variação de preço com o Gráfico em Tempo Real do Investing.com. Quando identificar uma baixa durante o dia, é hora de realizar a compra da moeda!

Para dar uma idéia do que pode acontecer em um dia de baixa, vou colocar o gráfico da variação do preço ao longo do dia 09 de Junho, momento que aconteceu o pico mais baixo no nosso exemplo:

Os preços mais baixos aconteceram logo no começo da atividade, por volta das 10h45, e o outro entre as 13h30 e as 14h00.

O segundo seria o momento ideal para sua compra. Assim você teria encontrado a um preço de R$ 3,38. Lembrando que o preço no pico mais alto da semana estava por volta de R$ 3,60, esse com certeza era o momento certo para a compra.


PARTE 2 – Comprando pela menor taxa de casas de câmbio

Quando chegar o momento de comprar, o grande problema é encontrar a agência que tenha o menor VET. Saber isso rápido pode ser a diferença entre comprar barato ou não!

Para isso, existem dois sites que recomendo. Já aviso aqui que não ganho nada em fazer propaganda deles. Apenas são úteis, e por isso os divulgo, nada mais.


 

MelhorCâmbio

O que é: Um site que unifica informações de compra de diversas casas de câmbio, já oferecendo qual a VET de cada uma. Ou seja, ela faz o trabalho “sujo” de calcular o valor total.

Condições de compra: Varia de acordo com a casa de câmbio escolhida.

Como funciona:

1. Selecione moeda e cidade

Logo na página inicial do site, você já seleciona qual a moeda que está procurando, e qual cidade você more. Então clique em Quer comprar!


2. Selecione a Casa de câmbio mais barata

Do lado esquerdo você vai ver uma lista com as agências de câmbio e o VET de cada uma.


3. Entre em contato com a Casa de Câmbio

Ao selecionar a casa de câmbio ele vai te dizer qual o endereço e telefone dela. Então é só entrar em contato com eles o mais rápido possível e fechar a compra.

Infelizmente você não consegue fazer a compra direto pelo site. Mas o MelhorCâmbio tem uma função muito interessante:

 

BÔNUS. Faça uma proposta as casas de câmbio

Essa é a função que torna o MelhorCâmbio único: a possibilidade de negociar preços com as casas de câmbio. Basicamente você diz a quantidade de dólares que quer comprar, e quanto gostaria de pagar.

Para fazer isso basta as informações no centro da tela com os resultados de preços (como a que está aqui em cima). Ao preencher na tela de buscas, sua proposta vai para todas as Casas de câmbio.

Mas também é possível fazer uma proposta para uma Casa de Câmbio exclusiva. Para isso, após selecionar a casa na lista de resultados, clique no botão Fazer Oferta Exclusiva. 

Se alguma gostar da proposta pode fechar negócio. Lembre-se que quanto maior a quantidade de dólares que queira comprar, maior a chance de aceitarem.


 

BeeCâmbio

O que é: É uma casa de câmbio que permite que você veja cotações, e faça compras de moedas online. Ele já mostra o valor do VET. Outro ponto interessante é que ele tem um algoritmo que oferece um preço dinâmico, baseado na quantidade de dólares que você pretende comprar. Assim você já consegue fazer cotações. Já deixo claro: se você for comprar menos do que US$ 1.000,00 ele não é uma boa opção. Se for comprar acima disso, vale fazer a cotação.

Condições de compra: Eles tem um limite de compra. O mínimo é de US$ 100,00, e o máximo US$ 40.000,00. Como formas de retirada da moeda você pode retirar nas lojas parceiras deles sem custo. Existe a opção de delivery em casa. Você pode ver as condições por lá. Algumas localidades podem ter frete grátis.

O único detalhe é que o pagamento tem que ser feito por transferência eletrônica. Eles não aceitam cartão de crédito, débito, boleto nem dinheiro.

Como funciona: o funcionamento do site é bem simples

1. Selecione moeda, cidade e quantia que pretende comprar

Logo na página inicial você já coloca as informações de cidade, moeda que quer comprar e quantidade, e ele já gera a cotação.


2. Selecione como prefere receber a sua moeda.

Na parte inferior você pode ver as opções com datas de entrega / retirada e custo.


3. Veja o valor total no campo à direita

No campo a direita você poderá ver o valor total da compra, e o VET com as condições que você escolheu. Se os valores fizerem sentido, é só clicar no botão COMPRAR para seguir para o pagamento.


4. Faça seu login

Aqui é momento que ele pede para você fazer seu login. Caso seja primeiro acesso, você precisará criar um cadastro. Leva cerca de 2 minutos, mas ele pede seu RG, CPF e Endereço para realizar.


5. Confirme os dados da sua compra e pagamento

Essa seria a última tela com o resumo das informações, como quantidade de dólares comprados, valor total a ser pago, endereço de entrega. Nessa tela, você se compromete a realizar um TED (Transferência Bancária) para eles até as 16h. Caso você não faça a compra está automaticamente cancelada.

Depois de confirmar as informações, se comprometer a fazer a transferência, você clica no botão CONFIRMAR PEDIDO. 


6. Envio de documento

Como medida de segurança, e garantia de que é você mesmo que está realizando a compra eles pedem para você enviar um documento para eles: O RG, ou a CNH. Depois disso, você vai receber as informações para pagamento e acompanhamento do pedido


Outras informações

Vale lembrar que não sou especialista em Finanças, Mercado Financeiro. Portanto, a aplicação desse método seja feito por motivação própria.

O que posso dizer por experiência pessoal é que é possível fazer bons negócios prestando atenção nesses pontos, e aplicando – os. No fim, você vai gastar de 15 a 20 minutos por dia no máximo.

Se você tiver qualquer dúvida a respeito desses pontos, ou conhecer outras formas de economizar na compra de dólares, me conta aqui nos comentários! (=

Quer saber qual a melhor poltrona do seu voo? O TripAdvisor te conta com o aplicativo SeatGuru!

“Não acredito que minha poltrona não tem janela!” “Meu assento não deixa? Como assim?” Essas são algumas das surpresas tão agradáveis quando descobrir que seu sapato está furado… no meio da chuva!

E com tantos modelos e marcas de aeronaves em atividade é muito difícil saber quais são as melhores poltronas de cada voo!

Pensando nisso, em 2001 foi criado o aplicativo gratuito SeatGuru para ajudar viajantes a escolher as melhores poltronas e benefícios dos diferentes tipos de avião. Até o momento mais de 10 milhões de pessoas já usaram o aplicativo. Tão bom que era, que ele foi comprado pelo TripAdvisor em 2007!

Deixe de fazer parte do grupo de viajantes que nunca utilizaram o aplicativo. Conheça o SeatGuru:


Como funciona

Os responsáveis pelo aplicativo mapearam todos os tipos de aeronaves que estão na atividade. Depois de analisar a experiência de vários viajantes eles definiram as melhores e piores poltronas de cada tipo de aeronave.

O que torna o aplicativo interessante é você poder fazer uma busca usando as informações do seu voo. Ele já vai dar um mapa do modelo de avião responsável pela sua viagem, e dizer quais os melhores e piores lugares do voo e o por quê, tanto da classe executiva quanto primeira classe!


 

Usando o SeatGuru

Para explicar como funciona o aplicativo tirei print screens do aplicativo para Android. Porém as instruções são as mesmas para outros sistemas.

1) Tela Inicial
O aplicativo oferece, além do mapeamento de poltronas, consulta do status do seu voo e busca para compra de passagens. A função que vamos explorar nesse artigo é a de identificação das melhores poltronas. Para isso, você deve escolher a opção Seat Map Advice.


 

2) Tipos de Busca

Você pode fazer dois tipos de buscas no aplicativo. Uma delas utiliza o número do voo para identificar o avião. A outra pede a sua rota e te mostra as opções de horários para que você escolha.

Abaixo você vai ver como fazer em cada caso!


 

BUSCA POR NÚMERO DE VOO

3) Preencha os dados na aba Flight#
Você vai ter que preencher 3 campos aqui para fazer a busca:

Airline:
Aqui você deve colocar qual a companhia aérea que você estará voando
Flight#: Aqui você deve colocar o número do voo. Normalmente os números de voo tem letras e números como JJ 8228. Coloque só os números
Departure Date: Neste campo você vai colocar a data de partida do voo.


 

BUSCA POR ROTA DO VOO

3) Preencha os dados na aba Route

Airline: Aqui você deve colocar qual a companhia aérea que você estará voando
From: Aqui você deve colocar de onde vai sair o seu voo. Ele reconhece tanto o nome da cidade quanto do aeroporto.
To: Neste campo você deve colocar qual o destino do seu voo. Ele reconhece tanto o nome da cidade quanto do aeroporto.
Departure Date: Neste campo você vai colocar a data de partida do voo.


 

4) Selecione a sua rota
Com essas informações, o aplicativo vai te oferecer como opções todos os voos que a companhia aérea tem disponíveis na rota e dia definidos. Escolha o voo certo de acordo com o horário de partida!


 

ENTENDENDO OS RESULTADOS


MAPA DE POLTRONAS DO AVIÃO
O aplicativo vai gerar uma imagem do avião que vai fazer o seu destino. Na lateral direita ele diz quais poltronas são de qual classe.

Premium Business: 
Primeira Classe ou Classe Executiva
Economy:  Classe economica

 

CORES DAS POLTRONAS
Você vai ver que algumas poltronas estão pintadas e outras não. As que não estão são mais “neutras”, ou seja, não tem nada demais além do que já se sabe. Porém você vai ver que existem algumas cores usadas. Vou explicar o que cada cor significa:

Poltronas Verdes: São as melhores poltronas do avião.
Poltronas Amarelas: São poltronas que tem algum detalhe não muito bom, mas nada muito emergencial.
Poltronas Verdes e Amarelas: São poltronas que alguma característica muito boa, mas algum detalhe não muito bom.
Poltronas Vermelhas: São as piores poltronas do avião.

Além disso, ao clicar na poltrona você vai ter um texto explicando o por quê ela foi classificada dessa cor. Assim você consegue entender o que faz dela uma boa poltrona, ou qual o detalhe não muito bom que te espera se sentar ali. Vou colocar um exemplo de cada cor para ficar mais claro o que você vai encontrar.

  • Poltrona Verde

Ao ler a descrição da poltrona 20 H entendemos por que ela é uma ótima opção para a viagem: Ela está na fila da saída de emergência e tem espaço de pé maior do que as outras. Mas ele também diz que a bandeja está no braço ao invés de na parte de trás da poltrona da frente, tornando impossível levantar o apoio de mão, o que pode diminuir levemente a largura da poltrona. Ele também diz que não é possível armazenar nenhum pertence no chão durante a decolagem ou aterrissagem!

  • Poltrona Amarela

Nesse caso, a poltrona 17 F é amarela por um só motivo: Ela está muito próxima aos banheiros, o que pode ser um problema em alguns casos.

  • Poltrona Verde e Amarela

A poltrona 19 F tem alguns pontos positivos e alguns negativos. Por estar na fileira da saída de emergência tem espaço extra para as pernas. Porém, além de a bandeja estar no braço ao invés de na parte de trás da poltrona da frente, o que pode diminuir levemente a largura da poltrona, você não pode reclinar nem um pouco o assento por causa dos procedimentos de emergência. Ele também diz que não é possível armazenar nenhum pertence no chão durante a decolagem ou aterrissagem!

  • Poltrona Vermelha

Por último, a poltrona 13 L é considerada uma das piores poltronas do voo por não ter nenhuma janela ao seu lado. Ou seja, esqueça a vista maravilhosa em momentos distintos durante o voo. Não vai acontecer!


Outras informações

Atualmente o aplicativo está disponível para iPhone e Android, mas não para Windows Phone. 

Você pode baixar o aplicativo nos links a seguir:
Google Play

Ele realmente é um aplicativo que é uma mão na roda! Esse entra na lista dos que não testei, mas já na lista para minha próxima viagem! Depois conto para vocês!

Se você já teve uma experiência com o SeatGuru, me conta aqui nos comentários!

Caso você não tenha conseguido a melhor poltrona no voo, ainda há esperança. Saiba como negociar uma poltrona melhor com o aplicativo Seateroo!

8 Praias que parecem ter saído de um conto de fadas!

Não tem nada como ir á praia! É como uma terapia natural!

E com certeza você já deve ter conhecido algumas. Mas com areia negra, de vidro, ou vermelha? Sim! Existem praias assim!

Praias que parecem ter saído dos livros de contos de fadas. Sem brincadeira!

Não acredita? Então confira:


1. Praia Vermelha de Panjin, China

Já vou começar a lista com essa praia que até hoje me deixa de boca aberta! Só depois que você vai até a China e visita a Praia Vermelha de Panjin que você acredita que é real.

Durante todo o verão a praia  se mantém na sua cor com tons esverdeados. Porém, no outono, a praia se transforma. Ela assume uma cor carmesim. Um vermelho muito característico!

Os cientistas já entenderam o por quê: existe por lá uma espécie de alga que somente cresce nas condições certas. E essa alga dá essa cor maravilhosa à areia!

Se você acha que é mito, acredite: é coisa linda! Vale muito a pena ir, tocar nessa areia, aproveitar essa vista e tirar fotos que você nunca conseguiria sem umas boas horas de edição no Photoshop!


2. Lagoa Jokulsarlon, Islândia

Para nós brasileiros é muito fácil imaginar como deve ser diversas praias pelo mundo. Mas uma coisa muito difícil de imaginar são lugares com gelo. É tão incomum, que quase todo mundo que conheço tem curiosidade de ir à um lugar congelado.

Se esse é o seu caso, pode marcar sua viagem para a Islândia. Pela sua localização, você encontra gelo por lá em uma boa parte do ano. Mas nada vai ser o mesmo depois de visitar a lagoa Jokulsarlon!

Com uma areia negra, coberta por uma capa branca de gelo e icebergs azuis flutuando, a, lagoa Jokulsarlon é um dos lugares de deixar turistas confusos e fascinados.

Se você ainda não estava confundido, Hollywood já se  “apropriou” do lugar. Por lá foram filmados filmes como Batman Begins e Lara Croft: Tomb Raider! Pronto, agora não tem mais desculpas para não conhecer!


3. Praia de Zlatni Rat, Croácia

A Croácia, junto à sua vizinha Sérvia, são o tipo de lugar que você não dá nada! Mas não sabe o que está perdendo. O país é realmente de tirar o fôlego. Além de ter muitas cenas da série Game of Thrones filmadas por lá, por lá você encontra a praia de Zlatni Rat.

E não! Apesar do nome, não existem ratos e não tem nada a ver com esse animal. O lugar é conhecido como Cabo Dourado e Chifre Dourado, é um pedacinho de terra que dá a impressão de ser uma praia particular. Como a do filme Lagoa Azul, sabe?

Eu duvido você achar uma água tão azul e cristalina como a dessa praia, considerada a 3ª praia mais bonita de toda a Europa!

Para ver outros lugares que você não dá nada, mas deveria, clique aqui!


 4. Praia de Vidro, Califórnia (EUA)

Esse nome por si só já gera curiosidade, não é mesmo? Pois é. E é por um bom motivo. O lugar foi a muito tempo um lugar onde se descartava lixo dos mais diversos tipos.

O governo resolveu fazer uma limpa, e retirar todos os resíduos que estragavam a região, principalmente metais. Porém, todos os resíduos biodegradáveis ficaram por conta da Natureza dar conta. Junto a esses resíduos, muito vidro e cerâmica acabaram ficando.

Com o ir e vir das ondas desgastando esses materiais, foram sendo criados objetos que parecem pedrinhas de vidro brilhantes, de diversas cores que fazem com que a areia por lá seja única!

Isso que pode se chamar transformar lixo em tesouro!


5. Praia Maho, São Maarten (Caribe)

 

A praia de Maho é aquele tipo de lugar que vai te fazer PIRAR! Sem exagero! A praia, que fica na ilha de São Marteen é uma praia onde os aviões passam MUITO PERTO! Olhe bem para essa foto e imagine você tomando um belo banho de mar, ou pegando aquele solzinho, quando um eclipse de metal passa por você!

Sim, e isso é real, e acontece muitas vezes ao longo do dia. Os aviões passam tão perto, que se você estiver tirando um cochilo, ou não se segurar, pode ser jogado pelo vento da turbina.

Apesar dessa “aventura” contínua, a praia é linda. Com uma água cristalina e areia fina, não tem como não dizer que é uma praia do Caribe!


6. Praia de Punalu´u, Hawaii (EUA)

Essa praia tem uma aparência que parece montagem. “Quem passou o Photoshop na areia?” você pode se perguntar. Isso porque toda a areia dessa praia é negra. Parece carvão em pó. Apesar de estranho é fácil entender o motivo: atividade vulcânica.

Por milênios ouve atividade vulcânica na região. A lava corria para o oceano. Quando a lava muito quente se encontrava com a água extremamente fria pequenas explosões jogavam o material para a areia.

Por lá você consegue encontrar espécies de tartaruga em extinção, como a tartaruga-pente e a tartaruga verde! Nadar nas águas não é muito aconselhável. Mas você encontra um fenômeno único ali: nascentes de água doce e gelada que entram no oceano por baixo d´água. Ou seja, água doce, nascendo na água salgada!

Vai entender! Mas é um lugar realmente muito lindo!


7. Praia escondida, Puerto Vallarta (Mexico)

Você consegue imaginar as palavras bomba, e muito bom, colocadas na mesma frase, sem ser dita por um louco com síndrome de Cérebro do desenho Pink e Cérebro (“Dominar o mundo”)? Pois é! Nesse caso pode ser usada sim.

A famosa praia escondida mexicana surgiu depois que o governo mexicano fez testes com o disparo de bombas na região. Os bombardeios treino acabaram formando essa praia subterrânea que parece um paraíso de filme!

A única forma de acessar a praia é por um túnel secreto cuja entrada não é tão fácil de ver. Mas depois que você chega lá consegue entender a definição da palavra paraíso, e até esquece das bombas que deram origem a ela!

Incrível, com certeza!


8. Praia de Boulders, África do Sul

O nome da praia em inglês significa “Praia de Pedregulhos”. Mas esse nome não diz muito sobre o que você vai encontrar por lá. Se você é do tipo de pessoa que vê foto de cachorros e gatinhos e fica todo (a) derretido (a), essa é a praia que precisa estar na lisat de lugares para se conhecer.

Por lá você encontra nada mais nada menos do que uma grande colônia de pinguins. SIM! Esses pássaros aquáticos que parecem vestir um terno passeiam por lá na maior naturalidade. A colônia começou em 1982 com só um casal. Hoje já passaram do 3.000. Esses bichinhos não perdem tempo!

Além disso, a praia por lá é muito tranquila e cristalina. O nome foi dado pela grande quantidade de grandes pedregulhos que separam a areia do mar.

Poltrona do meio no avião? Nunca mais! Conheça o aplicativo Seateroo

Você chegou em cima da hora no aeroporto para fazer o check-in, e descobre que só conseguiu pegar uma poltrona no corredor. E é um voo de 11h30.

Se você já voou de avião,  já deve estar se contorcendo de dor enquanto lê!

Afinal, não tem coisa pior do que pegar a poltrona do meio, não é? Você não consegue ver a janela direito, não tem a liberdade de ficar no corredor e sair a hora que quiser, e ainda tem que brigar para ter o seu espaço no apoio de mão. A grande guerra fria pela conquista do apoio.

Pensando nisso, alguns empreendedores lançaram um aplicativo em janeiro desse ano, que promete resolver o problema. Conheça o Seateroo!


Como funciona

A idéia é bem simples: ao invés de ter que negociar com a companhia aérea, os passageiros podem negociar livremente entre si seus lugares, e trocarem de lugar.

O que torna o aplicativo interessante é a idéia de benefícios financeiros; o dono do lugar anuncia a sua poltrona.  E podem ser vagas na janela, no corredor, saídas de emergência, e até nas classes executivas e primeira classe.

As trocas podem ser feitas a partir de 5 dias antes da data do embarque, e segue até a duração do voo. Ou seja, é possível negociar depois de iniciada a viagem. Caso, por algum motivo, não seja possível realizar a troca durante o voo, você pode cancelar a transação até o dia seguinte, evitando qualquer cobrança.

O valor mínimo para anúncio da poltrona é de 5 dólares. Do valor da compra o aplicativo fica com 15%. As negociações podem acontecer mesmo depois da decolagem.

O sistema do Seateroo permite negociações. O dono da poltrona define um preço. O potencial comprador pode fazer uma contra proposta, que pode ser aceita ou negada. E assim segue até que se feche um acordo, ou o comprador desista. E tudo isso dentro do próprio aplicativo, sem qualquer contato físico entre usuários.


 

Motivos para utilizar?

Essa é uma das perguntas que muitas pessoas podem fazer.

Para responder a isso, eles fizeram alguns vídeos mostrando os motivos principais que poderiam motivar um passageiro a querer comprar uma outra poltrona.

Alguns desses motivos seriam:

  • Estar no desconfortável assento do meio
  • Querer trabalhar no voo e a pessoa da frente decidir acabar com seu trabalho reclinando ao máximo a poltrona.
  • Ter uma pessoa ao seu lado que não aprendeu na adolescência que o usar desodorante é importante
  • Crianças pequenas chorando demais, chutando seu assento ou incomodando no geral
  • Casal se amando demais durante o voo
  • Passageiros aromaticos (entenda: com bafo, ou “gasosos”)

Escolhi um dos vídeos do que eu considero o mais irritante: pessoa chutando sua poltrona sem parar durante o voo!

 


Usando o Seateroo

1) Ache o seu voo
Coloque as informações da companhia aérea, número do voo e data.

 

2) Decida qual o seu objetivo
Aqui você tem duas opções: Você quer ter uma poltrona melhor ou ganhar uma graninha e diminuir os custos da viagem?

O que você vai definir aqui é se vai vender sua poltrona ou fazer ofertas em poltronas de outros usuários. Um mesmo usuário não pode tentar vender a sua, e comprar de outro usuário.

Quem quer comprar pode dizer quais as suas preferências, e quem vende, as características da sua poltrona.

 

VENDENDO SUA POLTRONA

3) Determine os critérios da sua oferta
Os critérios para a troca são: valor que você quer receber, número e fila da sua poltrona, qual região do avião que está, que tipo de poltorna que é (janela, corredor ou meio), e se aceita contra propostas.

 

4) Responda a ofertas
A partir de agora sua oferta está disponível para todos os usuários. Quando alguém te fizer uma proposta, você vai receber uma notificação. Você pode aceitar, ou negar. Ao aceitar o negócio está fechado!

FAZENDO OFERTAS EM POLTRONAS

3) Escolha o assento quer fazer uma oferta
Veja quais assentos estão disponíveis para fazer propostas. Você vai ver o preço que está sendo cobrado e a localização do assento. Selecione qual você quer fazer uma proposta.

 

4) Selecione o preço pretendido
Faça uma proposta de preço pretendido para o vendedor.

 

5) Coloque as informações da sua poltrona
Diga qual a fila e número do seu assento, se é no começo, meio ou final do avião, e qual tipo de poltrona que é: Janela, corredor ou meio.

 

6) Se aprovado, faça o pagamento com seu Cartão de Crédito
Caso a oferta seja aceita, você deve colocar os dados do seu cartão de crédito para realizar o pagamento e finalizar a transação.

 

7) Troque de assento
Confirmada a transação você já consegue fazer a troca. O aplicativo vai liberar mais informações do vendedor, como o nome e foto, para facilitar o reconhecimento.

 


Outras informações

Atualmente o aplicativo só está disponível para iPhone. 

Eles ainda não tem previsão de quando teriam disponível o aplicativo para Android e Windows Phone. Dando certo a idéia, com certeza devem desenvolver uma versão para esses outros sistemas.

Você pode encontrar o aplicativo na App Store

Eu pessoalmente achei ele bem interessante. Ainda não testei, mas devo testar na minha próxima viagem. Qualquer coisa conto para vocês!

Se você já teve uma experiência com o Seateroo, me conta aqui nos comentários!

Lugares mais secretos (e proibidos) do mundo

“O que é proibido é sempre mais gostoso!”, já dizia meu avô.

Você sabe disso não é? Isso é conhecimento de todos nós. Nada como aquela adrenalina de fazer algo sabendo que não pode.

Porém, existem lugares no mundo que realmente são proibidos! Você não pode entrar de jeito nenhum.
Mas claro que proibir só deixa as pessoas mais curiosas (sim, pelo menos comigo é assim)!

Então vou te contar quais são os lugares mais secretos e proibidos do mundo!
E se der vontade de conhecer, já aviso, a culpa não é minha!

Vamos lá!


1. Banco Mundial de Sementes de Svalbard

Localização: Ilhas Svalbard, Noruega

Imagine que o mundo que nós conhecemos deixe de ser assim no futuro: um grande desastre natural acontece, a população humana é devastada, todas as infraestruturas dos países destruídas, e as fontes de comida dizimadas. Qual a solução? Construir tudo de novo.

Pode parecer muito exagerada a história acima. Tudo bem, exagerei um pouco nesse cenário do “Apocalipse” digno de um filme de Hollywood. Mas caso situações complexas como essas aconteçam, existe um último recurso para lutar contra uma crise de alimentação global. E ela está exatamente nessas ilhas: O Banco Mundial de Sementes.

O Banco Mundial de Sementes de Svalbard é considerado por muitos como a “Arca de Noé” das sementes. Ele foi construído dentro de uma montanha, cerca de 120 m dentro dessa montanha, que fica a 1.300 km do Polo Norte.

Aberto em 2008, e tendo mais de 250 milhões de espécies de sementes de todo o mundo guardadas em embalagens grossas e seladas do calor, e contra a humidade, é o Banco de Sementes mais seguro do mundo. Em caso de um catástrofe, ou qualquer problema, seria possível retirar as sementes e plantá-las.

O lugar é bem escondido. A má notícia é que a não ser que você seja um pesquisador ou criador de plantas designado sua entrada lá não é permitida por razões de segurança! Mas não é por isso que deixaria de entrar na lista.


2. Ilha Ni´ihau

Localização: Ilha Ni´ihau, Hawaii

A Ilha Ni´ihau, que é a menor ilha habitada do Hawaii, tem características promissoras: tem muitas palmeiras que dançam o dia todo com o vento, animais raros e praticamente não tem turistas. Em outras palavras: um destino ideal para uma fuga turística não é? Na verdade não! Isso porque essa pequena ilha de 180 quilometros quadrados está fora dos limites de pessoas de fora.

Isso porque em 1863, o Rei do Hawaii Kamehameha vendeu a ilha para a família Robinson, ricos donos de terras e plantações de terras. Em 1915 eles proibiram a visita de qualquer pessoa de fora.

Atualmente o lugar de cerca de 130 moradores permanentes, que são Hawaianos de nascença que não pagam nada de aluguel, e sobrevivem sem ruas asfaltadas, telefone, encanamentos, água corrente e qualquer tipo de lojas. Todo o transporte é feito usando cavalos e bicicletas, utilizam eletricidade que vem 100% de energia solar e pequenos barcos trazem suprimentos.Até para ir à escola, as crianças tem que pegar canoas para a ilha de Kauai.

Estranho né? Mas é real. E o povo de lá tem duas histórias diferentes para contar sobre o lugar: Em 1991, depois de ataque na base de Pearl Harbor, um piloto japonês caiu com seu caça na ilha e causou terror na população de lá por uma semana. Isso ficou conhecido como o Incidente Ni´ihau.

Em 1944, Franklin Roosevelt, então presidente dos Estados Unidos chegou a cogitar Ni´ihau como uma possível localização para a sede da ONU.

Não é possível entra na ilha. E nem tente, A Guarda Costeira patrulha a área para garantir que ninguém de fora vá conseguir pisar seus pés na ilha. A única forma é receber um convite de alguém que já mora por lá.

Mas caso você queira passar por perto, e pelo menos ver de perto, você pode fazer um tour de helicóptero sobrevoando a pequena ilha, ou um tour de barco que dá uma volta pela costa do lugar.


3. Força Aérea Real Menwith Hill

Localização: Norte de Yorkshire, Inglaterra

Se você quisesse iniciar suas atividades como um agente secreto, e quisesse construir seu bunker em algum lugar, ele com certeza seria como esse aqui.

A Força Aérea Real Menwith Hill, conhecida como RAF Menwith Hill, é uma base militar da Inglaterra. É reconhecida como a maior estação de monitoramento eletrônico do mundo, interceptando comunicações e acumular inteligência para o Reino Unido e Estados Unidos.

Foi construída em 1954 como uma base ultra secreta, com o objetivo de monitorar toda a comunicação da União Soviética durante a Guerra Fria. Hoje em dia ninguém sabe ao certo qual tem sido o uso dessa base, mas existe grande probabilidade de estar investigando ações terroristas internacionais e tráfico de drogas, além de ser uma estação terrestre para satélites dos Estados Unidos.

Há que acredite que a base tem laços com uma organização chamada ECHELON. Também conhecida como os Cinco Olhos, seria uma rede global de espionagem, da qual fariam parte Austrália, Canada, Nova Zelândia, o Reino Unido e os Estados Unidos.

Como era de se imaginar, uma base dessa importãncia e guardando tantos segredos não teria as portas abertas para visitas. Não vai ser tão fácil ver como funciona o trabalho de espionagem da vida real. As únicas pessoas com acesso são membros da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA), e membros do ECHELON.


 4. Arquivos Secretos do Vaticano

Localização: Vaticano

Não, não é uma simples biblioteca, mas talvez a biblioteca mais privada do mundo. Essa coleção contém os documentos pessoais de todos os papas desde o século 8.

Até 1881 tinha acesso proibido para qualquer pessoa que não fizesse parte do Vaticano. Ela contém documentos ultra secretos guardados à sete chaves. Hoje o acesso é permitido para estudiosos qualificados. Para ter acesso a esses é preciso passar por um longo e complexo processo de aplicação. Entre as informações necessárias estão informações pessoais da pessoa, o propósito da pequisa, e uma carta de apresentação feita por uma instituição de pesquisa ou outro pesquisador qualificado na área.

E mesmo que ele consiga entrar, ainda tem um bom caminho pela frente. Os arquivos estão distribuídos em estantes que no total tem mais de 80 km de extensão, e mais de 35.000 volumes. Vários documentos famosos estão por lá, do qual podemos citar a excomunhão de Martinho Lutero feita pelo Papa Leo X em 1521, Transcritos do século 14 da ordem dos Cavaleiros Templa´rios, entre outras.

Se você for um pesquisador e tiver bons motivos para estar por lá, boa sorte. Caso contrário, pode se contentar com sua busca de imagens no Google.


5. Area 51

Localização: Nevada, Estados Unidos

“O que acontece em Vegas, morre em Vegas!” Se você adora filmes de Hollywood conhece bem essa frase. E saiba que ela vale para uma região a menos de 130 km ao norte dos cassinos.

Por lá fica uma base militar e campo de pouso com o nome de Area 51. A região ficou famoso por guardar segredos de estado altamente confidenciais. Como a CIA não dá muitas informações sobre o que se passa por lá, existem diversas teorias da conspiração sobre o lugar.

“Dissecação de naves alienígenas que caíram na Terra? Produção de lasers, a armas que utilizam essa tecnologia? Testes com modelos de aviões experimentais? A lista é quase infinita de teorias.

Talvez não não venhamos a descobrir. E o motivo é muito simples: como já era de se imaginar em um lugar com tão nível de confidencialidade o acesso é 100% restrito a externos. É uma pena. Eu adoraria entrar lá e descobrir o que se passa!