6 SEGREDOS SOBRE VIAJAR BARATO QUE VOCÊ APRENDE COM OS FILMES

VMPM - P44 - 6 SEGREDOS SOBRE VIAJAR BARATO QUE VOCÊ APRENDE COM OS FILMESAh, assistir filmes é uma das melhores maneiras de viajar sem sair de casa. Eles nos ensinam lições valiosas sobre a vida, o mundo… E sobre viajar barato também.

Que? Não acredita (ainda)?

Veja então 6 segredos ocultos sobre viajar barato que eu aprendi diretamente em minhas sessões espetaculares vendo a filmes e se deliciando com aquela pipoca:

1 – Hakuna Matata, (O Rei Leão)

Lema pra vida! Hakuna Matata é o refrão daquela música do Rei Leão que não sai da sua cabeça e que significa literalmente “sem problemas”. É basicamente ligar o f***-se, versão censurada. Quem diria que as crianças aprendem essas coisas com os filmes da Disney, não é mesmo?

E como isso se aplica à viagens? Te livrando daquela pressão de ter que contar cada centavo dentro da carteira para não estourar o orçamento. Sim, viajar barato requer (alguns) sacrifícios, mas não esqueça que você está de férias, portanto como diria a Sakura Card Captors (sinto uma nova ideia para post aqui): liberte-se!

Ah, eu sempre quis saltar de bungee jump na Nova Zelândia, mas o passeio custa um mês do meu aluguel? Hakuna Matata. (entendeu?)

Dormi demais e perdi o voo? Hakuna Matata.

O taxista viu minha cara de turista e aumentou o preço da corrida? Hakuna Matata.

Lema pra vida e que pode ser passado para futuras gerações! Garantido.

2 – Aprenda a arrumar sua mala, (Livre)

Livre é um filme produzido e estrelado pela atriz Reese Whiterspoon, baseado em um livro de mesmo nome da americana Cheryl Strayed.

Lições de autoajuda à parte, uma das coisas mais marcantes do filme é a mochila gigantesca e abarrotada que a protagonista carrega ao cruzar a PCT. Ela leva absolutamente de tudo, inclusive muitas coisas que nem chegou a usar.

Portanto, minha lição para viajar barato (realmente) aqui é: aprenda a arrumar sua mala. Você não tem que comprar tudo aquilo para viajar só porque leu na internet. A maioria das coisas que você comprar você não vai usar – e pior, vai acabar ficando pelo caminho. E sim, meninas, isso inclui roupas!

Então faça uma lista de tudo o que você vai precisar. Depois risque metade dos itens. (Isso vai te ajudar muito)!

Isso é o que você vai levar. O resto você sempre pode comprar no lugar mesmo.

3 – Não compre coisas que você não precisa, (Clube da Luta)

E por falar em compras, nenhum filme é tão enfático sobre como trabalhamos para comprar coisas que não precisamos como o cult Clube da Luta – um filme imperdível (e um dos meus preferidos). Se por algum motivo você ainda não viu, veja!

Trabalhe para poder bancar o sonho (ou vício) de viajar, mas não se deixe cair na tentação das compras. Nem pré-viagem e nem in loco com os muitos outlets que existem nos Estados Unidos, Europa, etc.

Você pode correr os olhos em nosso post sobre Como Planejar Uma Viagem em 6 Passos para ver mais dicas preciosas sobre como economizar com compras!

4 – Nunca, nunca exagere na bebida, (Se Beber Não Case)

Ok, me atrevo a dizer que a franquia Se Beber Não Case já virou um clássico garantido.

Você sabia que uma das coisas que mais consomem o orçamento de viagem é sair para balada e beber todos os dias?

Sem levar em conta os riscos de dar PT em um lugar que você não conhece (especialmente se viajando sozinho), esse dinheiro poderia ser muito melhor aproveitado para fazer um passeio. Por exemplo, o salto de bungee jump que custa o mesmo que seu aluguel. Pense nisso!

Mas, se você não consegue conter “a fera que há dentro de você”, pelo menos veja esse post sobre 10 países que tem as cervejas mais baratas do mundo, e você pode me agradecer depois.

5 – Sempre pesquise o destino que vai visitar, (The Evil Dead) e praticamente todo filme de terror

No filme The Evil Dead – A Morte do Demônio no Brasil – um grupo de amigos vai até uma cabana amaldiçoada onde libertam um espírito das trevas e *spoiler* todo mundo morre.

Calma, agora, pare para pensar um instante: quantos filmes de terror você consegue lembrar em que as pessoas vão viajar para lugares que não devem e acabam com um fim trágico e violento?

(isso se você gosta de filmes de terror)… Se não, também não tem problema!

Pois é. A lição aqui é: sempre pesquise antes o destino que você vai visitar. E não só pelo risco do fim violento (como os países em conflito no Oriente Médio), mas simplesmente porque estar bem informado pode te livrar de algumas frias. E nós dois sabemos que isso não é tão legal!

6 – Não subestime a importância de um seguro de viagem, (Se Beber Não Case 2)

E aqui entra novamente uma menção à franquia Se Beber Não Case 2. Nesse segundo filme, um dos mocinhos acaba levando um tiro em Bangkok e indo para um médico local que cobrou apenas US$5 para dar uns pontos nele.

Mas, e se tivesse sido mais sério?

Imagine…

Lição aprendida aqui: nunca subestime a importância de um seguro de viagem. Considere isso como um valioso investimento e não um custo, afinal nunca se sabe o que pode acontecer, não é mesmo?

BÔNUS: É OK dormir no trem para economizar com hospedagem, (A Procura da Felicidade)

Ainda que o Will Smith tenha dormido no trem por necessidade, eu prefiro enxergar isso pelo lado “copo meio cheio” em que o filme me diz que é OK dormir no trem para economizar na hospedagem. (Você acha assim também?) Afinal, que mochileiro que não sente a “necessidade” de economizar, não é mesmo?

E você? Que lição sobre viajar você aprendeu com os filmes que você já assistiu?