Golpes: conheça e não perca dinheiro na viagem – parte 1

Já caiu em algum golpe? É horrível! Já imaginou cair num golpe e perder dinheiro em viagem fora do país?

Sim, infelizmente é mais comum do que parece. Existe praticamente um mercado só para aplicar golpes em turistas. Muitas pessoas vivem disso!

Já que é impossível acabar com esse mercado, o que podemos fazer é nos preparar para esses golpes. Se você quer saber como evitar essas dores de cabeça quando estiver fora do país, continue lendo:

Vou te contar quais são os principais golpes aplicados pelo mundo e como evitar cada um!
Assim você nunca mais vai perder dinheiro em viagens dessa forma;

Pronto?


1. Câmbio de moeda

“Nossa, a taxa de câmbio aqui está muuuito boa! Te disse para não trocarmos na casa de câmbio!”

Sim, economizar dinheiro é um sonho! Ainda mais se for durante uma viagem. Melhor ainda se isso significar pegar uma boa taxa de conversão, fazendo seu dinheiro valer mais.

Dependendo do destino da sua viagem, você vai ouvir falar e presenciar muitos câmbios de rua. Aqueles não oficiais mesmo. Quase como um mercado negro. Apesar de alguns parecerem ter credibilidade, fique atento: muitos acabam trocando seu valioso dinheiro, por notas que tem a mesma validade que uma do Banco Imobiliário. Isso mesmo, dinheiro falso!

E, infelizmente, por não morarmos por lá, fica bem difícil diferenciar uma nota falsa de uma verdadeira. Enquanto saber alguns truques de onde trocar dinheiro pode ser um trunfo, a recomendação é: não troque dinheiro fora de casas de câmbio oficiais! Ponto!

Dessa forma você minimiza o risco de terminar sua viagem com um monte de pedaços de papel que vale a mesma coisa que a nota fiscal da sua janta!


2. “Dedos leves”

Se você pensa que roubos de rua, tanto os cometidos por trombadinhas, como roubo direto só acontecem no Brasil, pode ficar esperto!

Claro que é muito fácil perceber movimentos estranhos, já que aqui estamos alerta a esse tipo de situação. Mas fique de olho em outro golpe que faz com que não só turistas, mas também nativos, caem.

Você está caminhando na rua, e vê um mágico ou ilusionista entretendo quem passa com truques muito interessantes. Você resolver parar para ver. 15 minutos depois e alguns truques feitos com perfeição você sai, para perceber que sua carteira, celular ou outro item “sumiu”.

Você caiu no truque do que na Espanha se chama trileiro. Tudo é feito tendo uma pessoa para tirar sua atenção. E enquanto você está concentrado no truque um comparsa passa esvaziando os bolsos e bolsas dos espectadores.

Portanto, viu algo interessante na rua e quer ver guardar como memória da viagem, tudo bem. Mas fique atento aos seus pertences, e aproveite o show!


3. Falsas reservas de hospedagem

Quando você vai fazer reservas de hospedagem é normal contar com sites especializados que analisam preços de diferentes hotéis e hostels.

Em alguns lugares, existem alguns sites ou agências locais que também fazem esse serviço para facilitar sua viagem. Muitos desses com preços bem mais atrativos, e fotos sensacionais, que fariam qualquer marinheiro de primeira viagem acreditar ter encontrado “terra à vista”!

CUIDADO! Infelizmente pessoas mal intencionadas podem apresentar um local, divulgá-lo e inclusive fechar locação, sem que ele tenha vagas (conhecido como overbooking), ou pior, que não exista.

Sempre que encontrar agências ou opções como essas, a primeira precaução e ver o que dizem pessoas que já fizeram negócios com esse fornecedor. Veja se existem reclamações no ReclameAQUI, e o que dizem os que fizeram negócio com essa empresa. Pelos comentários fica fácil entender qual a credibilidade do local.

Caso não tenha nenhum comentário, jogue o nome da empresa no Google e veja o que estão dizendo a respeito do local. Se o serviço for sério, deve encontrar mais do que o site de divulgação / propagandas do local.

Caso você não encontre nenhum comentário de usuários a respeito do local, busque em sites que comparam hospedagens, procurando o local que está sendo divulgado. No artigo que falamos sobre os aplicativos mais indicados para quem vai viajar, indicamos o Trip Advisor e o Booking.

Se ainda assim tiver dúvidas, evite. A não ser que você possa ter alguma garantia de credibilidade, por que arriscar estragar uma viagem por pouco?


 4. Cobranças duplicadas na viagem

Quando eu era pequeno o governo começou a divulgar a importância da nota fiscal:

Hoje em dia é super comum, e é muito raro ter problemas com isso aqui no Brasil. Porém, quando sair do nosso país, lembre-se sempre disso. Após pagar por serviços, como aluguel de carro ou hospedagem, tire uma foto da nota fiscal e mande para seu email ou outra forma de armazenamento na nuvem (internet).

Essa é a única forma de evitar que no momento da devolução do carro, ou do check-out do hotel, te cobrem novamente o valor que já foi pago. “É sério isso? Mas eles não tem sistema?”. Sim, pode parecer estranho, mas não é tão incomum. Apresentando a nota fiscal ao recepcionista resolve o problema e evita que você perca horas discutindo e tentando resolver a questão!

Lembre-se do anúncio: “Sua única defesa: exija nota fiscal (e guarde ela durante toda a duração de sua viagem!)”


5. Taxas “escondidas”

Esse é muito comum em caso de aluguel de serviços à distância. Os mais comuns são aluguéis de carros e hospedagem, mas pode acontecer com qualquer tipo de serviço de viagem, com foco nos turistas, e que exija uma reserva com pagamento antecipado.

E não pense que isso só acontece em viagens para países menos desenvolvidos. O processo funciona assim: você encontra um local com excelentes preços, ótimo atendimento, e resolve fazer uma reserva. No ato, podem pedir para você já pagar, ou não.

Algum tempo depois você chega no seu destino dos sonhos, feliz, e vai retirar seu carro, fazer o check-in, etc. De repente o atendente começa a te apresentar os termos do contrato, e existem várias taxas que não estavam no site, e nem sequer te contaram antes. A situação fica ainda pior se você já realizou algum pagamento. Por estar em um país diferente, a resolução disso fica ainda mais complicada.

“Mas como faço para evitar isso então, Allan?” Faça o mesmo que na dica anterior. Ao buscar comentários e opiniões dos usuários você consegue ter uma idéia disso. Esses 8-10 minutinhos de busca me pouparam uma dor de cabeça alugando um carro em Miami (isso mesmo, nos Estados Unidos!).

Faça isso e grande parte dos problemas de viagem já se vão!


6. Pacotes promocionais de viagem

Esta um pouco parecida com a anterior. Porém é totalmente legal. Vemos esse tipo de ações todos os dias.

Imagine que você vai viajar para Nova York, ou Miami. Você tem que procurar passagens aéreas com um bom custo benefício, reservar um hotel em uma boa localidade e custo dentro do orçamento, planejar os passeios e atrações que você vai, se não fala o idioma buscar um tradutor, já fazer um plano de transporte desde o aeroporto ao hotel, toda movimentação na cidade e de volta ao aeroporto, entre outras coisas.

Dá um trabalho né? Para resolver esse problema surgiram as agências de turismo para fazer esse papel, e não te dar mais dores de cabeça com isso. Porém, eles cobram por isso. E cobram bem. Além da taxa que você paga, eles fecham parcerias de desconto com hotéis e companhias aéreas, mas não repassam 100% para você.

Mas até aí tudo bem. O problema é quando pacotes promocionais são oferecidos a você por pessoas locais, e que não te contam que estão cobrando de 2 a 3 vezes mais do que vale o serviço! Isso mesmo. E é mais comum do que parece. Portanto, qualquer serviço para turistas que te ofereçam, analise os custos de ir por si mesmo.

Estava no Rio de Janeiro e vi cobrarem R$ 60,00 por pessoa para subir o Morro do Vidigal. Paguei R$ 15,00 com mototaxi para subir até o início da trilha, que para subir custa… ZERO! Isso mesmo, gratuito.

Portanto, avalie bem as opções durante sua viagem para não cair nessas armadilhas para turistas!


Agora você já conheceu alguns dos principais golpes que aplicam em turistas pelo mundo.

Para conferir a continuação dessa sequencia sobre golpes contra turistas, clique aqui.

Que tal já programar sua próxima viagem?

Uma das coisas que mais preocupa seus planos de viagem é o alto custo de viagens de avião?

E se você pudesse durante uma semana receber excelentes conteúdos GRATUITOS online sobre como acumular milhas de forma bem rápida e praticamente viajar de graça?

Para ajudar pessoas como você, vou realizar o maior evento online sobre o assunto: a 2ª semana das Milhas Aéreas. Nesse evento 100% gratuito e online, vou compartilhar conteúdos que vão te ajudar a reduzir o custo de sua viagem, e acelerar seu acúmulo de Milhas Aéreas.

Não importa a sua idade, se tem cartão de crédito ou não, o método funciona para você, e é 100% gratuito.

Para receber esses conteúdos no seu email, clique aqui!

Comece hoje mesmo a economizar nos seus custos de viagem.

Suas férias nunca mais serão as mesmas!

E boa viagem!