Golpes: conheça e não perca dinheiro na viagem – parte 3

“…e foi assim que eu descobri que tinha sido enganado, e tinha perdido tanto dinheiro na viagem! :/ ”

Já passou por uma história assim, ou ouviu de algum amigo? É uma situação horrível (experiência própria).

Então para te ajudar, compilei os principais golpes aplicados em turistas pelo mundo e como evitá-los. Esse é o artigo final dessa sequencia.

Se você perdeu os outros, ou quer rever antes de continuar, é fácil:

Veja a primeira parte da sequência.
Veja a segunda parte da sequência.

Agora vamos finalizar essa série para garantir que você está armado com todo o conhecimento para não ser enganado novamente durante sua viagem!


13. Tirar fotos

Todos nós já tivemos que, no meio da viagem, pedir para alguém tirar uma foto onde aparece você, seu companheiro (a), e quem mais estivesse com você, certo

Dependendo de que lugar do mundo você está, tome cuidado. É muito comum, pessoas se oferecerem para tirar fotos para você. No melhor dos cenários vai funcionar como no item anterior, onde vão ate cobrar por isso. No pior dos cenários você vai ser lembrado que seu condicionamento físico está bem ruim enquanto corre atrás da pessoa que partiu com seu aparelho.

Seria isso um sinal para nunca mais pedir a alguém que tire uma foto sua? Claro que não. Mas evite aqueles que já estão olhando demais para você, se mostrando disponíveis e quase pedindo para te ajudar!

Procure algum outro turista em viagem, ou alguém que está distraído, passando por lá!

Assim você evita ter que dar uma de Usain Bolt e garante boas fotos!


14. A câmera quebrada

Uma variação do truque anterior é a seguinte: durante a viagem, alguém pede para você tirar uma foto dele e do seu grupo de amigos. Quando você vai tirar a foto, você percebe que a câmera não funciona. Na hora de devolver a câmera para ele, ele vai derrubá-la e quebrar com a queda.

O grupo então se vira contra você exigindo que você pague pelo conserto do item, gerando uma grande dor de cabeça. Outra possibilidade é durante o tumulto alguém tirar sua carteira do bolso sem que você perceba.

Para evitar o problema, se for tirar foto para alguém, teste a câmera junto com o dono. A forma mais simples de fazer isso é perguntar: “Como funciona a câmera?”. E na hora de devolver faça questão de segurar firme, e segurar firma na alça caso não seja um celular.


15. Tráfico de Drogas

Nós do blog Viaje mais pagando menos não recomendamos o uso de drogas, mas sabemos que muitas pessoas consomem drogas de todos os tipos. Então essa dica vai exclusivamente para aqueles que o fazem. Se não for o seu caso, você pode  repassar a dica para algum amigo ou amiga que o faça.

Em alguns locais é comum oferecerem drogas à turistas que passam. A recomendação é evitar aceitar essas propostas durante sua viagem. O primeiro motivo óbvio é que muitas vezes existem tantas impurezas para fazer o composto “render” que acabam fazendo muito mais mal do que ela pura.

Outro motivo é a possibilidade de cair em um golpe comum contra turistas: um motorista de táxi, de tuk-tuk, ou civil te oferece alguma droga. Isso é muito comum durante a noite, quando está começando a vida noturna. Você aceita. Porém no próximo instante você é abordado por um policial que presencia o flagrante e te dá duas opções: Você o acompanha para a cadeia por consumo de drogas, ou paga uma multa altíssima, e garante sua liberdade.

Obviamente a maioria das pessoas prefere pagar para sair do problema. Já imaginou ser preso durante sua viagem? Quer evitar isso: não compre droga nas ruas. Uma possibilidade seria de dar um detox e não consumir drogas na viagem.


 16. Recepcionista Falso

Esse é um truque um tanto inteligente. Você está no seu quarto de hotel, e recebe uma ligação. A pessoa, que se identifica como recepcionista, diz que houve um erro no seu pagamento e pede para confirmar os dados do seu cartão de crédito. Claro que a ligação acontece bem tarde. Assim você tem menos chances de querer descer para resolver a situação!

O que você não sabe é que a pessoa não tem vínculo qualquer com o hotel, e está apenas ligando para tomar posse dos seus dados de cartão de crédito e utilizar para diversas compras e outras fraudes. E o pior, é que existem chances desses mau usos ficarem escondidos junto aos seus gastos normais da vaigem.

Para evitar isso é bem simples e serve tanto durante sua viagem como no seu dia-a-dia aqui no Brasil: nunca passe nenhuma informação por telefone. Se for muito tarde, diga que vai resolver isso logo na manhã seguinte. É só pensar: qual foi a última vez que te deram as chaves do lugar sem estar com tudo ok? Então, mesmo se o problema for real, eles podem esperar até a manhã seguinte!


17. Os inspetores de quarto

Você está tranquilo no seu quarto, quando alguém bate na porta. São duas pessoas vestidas como funcionários do hotel. Eles dizem que precisam fazer uma inspeção de rotina nos quartos do hotel.

Um deles começa a conversar com você, perguntar coisas sobre sua viagem e te distrair, enquanto o outro começa a inspecionar o quarto. Aproveitando momentos de desatenção ele começa a pegar objetos de valor. E você só repara isso quando eles já estão bem longes (às vezes, somente no dia seguinte).

Para evitar o problema, peça credenciais de qualquer pessoa que queira entrar no seu quarto. Mesmo se tiverem, ligue na recepção. Ao invés de perguntar se existe inspeção de quartos, pergunte que dia e horário costuma acontecer. Se for um golpe, a resposta será outro dia e horário, ou um a afirmação: “não fazemos inspeção de quarto!”.

Assim você volta de viagem só com mais itens do que saiu, não menos!


18. Caixas e recepcionistas mal intencionados

Existem dois truques comuns de viagem, envolvendo caixas e recepcionistas, que você deve ficar de olho:

No momento do pagamento a pessoa no caixa está ocupada no telefone e acaba demorando um pouco para te atender. Você acha que ela está ocupada falando com alguém por mensagem. No caso ela pode estar tirando fotos do seu cartão para usar as informações para replicar o cartão ou outras atividades ilícitas.

Para evitar isso, sempre peça para a pessoa te dar a máquina de cartão para que você coloque o mesmo. No caso de cabos curtos, faça questão de mudar de posição para isso.

Assim a pessoa ficará tão acuada de tirar foto ou guardar as informações que deixará passar para pegar o próximo turista. Simples, mas efetivo.

Um segundo truque é no pagamento em dinheiro o caixa demorar in-fi-ni-ta-meeeeen-te para contar o seu troco. Cada nota é contada como se fosse algo muito frágil, e uma contagem de troco demora minuuuutos, com muitas pausas, e recontagens.

Assim, você acaba perdendo a paciência e pega o troco sem conferir. E aí você não se dá conta que o valor que te foi dado faltava uma parte. Para evitar, pegue o valor e conte na frente dele. Se ele não aceitar insista. O importante é que ele perceba que você não vai embora sem o valor total.


Como falamos sobre golpes, acabei me lembrando do, Jefferson Silva, que trabalha como policial!

Ele gostava muito de viajar, inclusive havia visitado o Caribe. Porém os custos muito altos o atrapalhavam em programar a próxima viagem.

Até que ele descobriu que podia acumular milhas e nunca mais gastou nem um centavo com passagens aéreas!

Já imaginou adicionar mais aventura na sua vida e fazer a próxima viagem sem gastar com a passagem?

Conheça melhor a história e o que você pode aprender com a experiência desse policial que passou a viajar o mundo todo e aproveitar melhor seu dinheiro, clicando aqui!