Taj Mahal e outras coisas que você não sabia sobre a Índia

“A Índia é o berço da raça humana, o local de nascimento da Fala, a mãe da História, a vó da Lenda e a bisavó da Tradição. Nossos materiais e valiosos da história humana estão entesourados na Índia de forma única.” Mark Twain

O país sempre criou bastante curiosidade em todos nós. Um certo mistério, uma cultura rica, uma nível econômico de vida bem baixo e grandes práticas espirituais.

Para ajudar a diminuir um pouco essa curiosidade, conheça o Taj Mahal e outras coisas que você não sabia sobre a Índia.


1. Taj Mahal

O Taj Mahal é um símbolo da Índia e o seu principal cartão postal. É considerado uma das 7 maravilhas do mundo.

É um mausoléu construído na cidade de Agra que levou 11 anos para ficar pronto. Diz a história que o emperador Shah Jaham mandou construir o local sobre o caixão de sua esposa favorita, que morreu após dar a luz ao 14º filho deles.

Ir para a Índia e não tirar uma foto na frente do Taj Mahal é como não ter ido para lá. Se já não estava, pode colocar na lista!


2. Kumbh Mela

Na Índia se encontra o recorde de maior festival e aglomeração festival por causa do Kumbh Mela. Ele é um festival de peregrinação religiosa que acontece 4 vezes a cada 12 anos sem ter uma regularidade (ou seja, não é a cada 3 anos).

Na edição que de 2013 estavam presentes 120 milhões de pessoas. É tanta gente que é possível vê-las do espaço!

De acordo com lenda os deuses entraram em combate com demônios em que lutavam por um pote que continha o líquido da imortalidade. No meio da guerra, que durou 12 anos humanos, algumas gotas cairam em 4 rios que são os locais que se celebram o festival.

Eles acreditam que o ritual de se banhar nesses rios os purifica dos pecados e os torna completos novamente.


3. Diwali

O feriado mais importante é o Diwali que acontece entre Outubro e Novembro, a depender do calendário lunar Hindu. É um festival de 5 dias conhecido como festival das luzes onde se celebra a vitória das luzes contra a escuridão e do bom contra o mal. O dia em que o ritual do Diwali acontece seria no terceiro dia do festival.

De acordo com a lenda o Diwali comemora o momento em que o Lord Rama e sua esposa Sita retornam ao seu reinado depois de um longo exílio que finalizou quando derrotaram o demônio Rei Ravanna no século 15 antes de Cristo.

Assim as casas são decoradas com muitas velas e padrões coloridos, e muitos fogos de artifício brilham no ar. As pessoas compartilham doces e presentes. Também é comum as casas serem limpas e se vestir com roupas novas nos dias do festival.


 4. Holi

holi

O Holi é um festival de primavera, também conhecido como festival das cores ou festival do amor. Ele começa na noite anterior quando eles acendem uma fogueira, momento que eles chamam de “Holika Dahan”.

O nome do festival vem da lenda em que o demônio Rei Hiranyakashipu ganhou uma benção que o tornou quase indestrutível. Se tornou então arrogante a ponto de crer que era um deus e ordenou que todos o adorassem.

Porém seu próprio filho discordava disse e se manteve devoto à Vishnu. Depois de punições e outras ações tentando em vão mudar a cabeça do menino, Holika, a tia do filho Prahlad o levou a sentar sobre uma pilha de madeiras de fogueira. Ela estava com um sobretudo que a tornava imune ao foto. Quando o fogo começou o sobretudo voou para Prahlad o protegendo do fogo, e matando a sua tia Holika. A própria Vishnu apareceu e matou Hiranyakashipu, simbolizando a vitória do bem contra o mal.

No dia seguinte as pessoas colocaram as cinzas do fogo nas suas testas. Essa prática mudou um tanto com as cinzas passando a ser um pó colorido. Todos querem ser os primeiros a aplicar o pó no rosto de quem se gosta.

 


5. Xadrez

A índia é o berço do xadrez. O nome do jogo vem do Sânscrito chaturanga, que significa algo como “os quatro membros do exército”, que no original seriam elefantes, cavalos, carroagens e soldados a pé.

Algumas regras eram diferentes do que conhecemos hoje do Xadrez moderno. Os persas conheceram o jogo, e o divulgaram para todo o mundo tornando possível hoje em qualquer lugar do mundo jogar e competir.

Existem lendas que em algumas civilizações o domínio do jogo era utilizado pelo rei para definir quem seriam bons conselheiros por sua habilidade de prever cenários e tomar medidas antecipadamente.


6. Templo de Lótus

Em Nova Delhi foi construído o Templo de Lótus como é conhecido, que tem o formato de uma flor de lótus com 27 pétalas gigantes cobertas em mármore.

O templo é um dos mais visitados no mundo com mais de 50 milhões de visitas por ano. Nos últimos anos o número de visitantes já supera o do Taj Mahal e da Torre Eiffel.

Vale dizer que para ambos os Hindus e Budistas a flor de lótus é sagrada, sendo por isso um bom tema para um templo.

Pelo seu design o templo já ganhou inúmeros prêmios de arquitetura e foi apresentado em centenas de artigos de jornais e revistas.


7. Estações do ano

Diferente do Brasil, a Índia é considerada como tendo apenas 3 estações do ano: Quente, Fria e Chuvosa.

No verão, é muito quente, mas muito quente MESMO! A temperatura em regiões como Delhi e arredores pode chegar a 50ºC. Além disso a umidade do ar é muito alta (podendo chegar a mais de 60%. Verão em São Paulo é por volta de 25%), que dá a sensação de estar o tempo todo em uma sauna. Ao invés de usar menos, verão por lá é época de usar mais roupa para se proteger do Sol. O período acontece de março até maio.

O inverno indiano é cruel, podendo ser pior dependendo da região. Quanto mais perto do Himalaya mais frio e rigoroso será. Regiões mais privilegiadas seriam perto de Mumbai onde apenas dá uma amenizada no clima quente da região. Mas para aturar esse período nada como beber muito chai o chá indiano, e ficar bem coberto. O período acontece de dezembro a fevereiro.

No período chuvoso, conhecido também como monções, é a época onde a umidade do mar acaba entrando no continente causando muitas chuvas intensas quase todos os dias. Isso pode atrapalhar os planos de muitos turistas, mas acabam sendo um bom período para visitar lugares como o deserto do Rajastão. O período acontece de junho a oututbro.

 


8. Primeira Universidade do mundo

Foi reconhecida à Índia o título de ter no seu território o registro de Universidade mais antiga do mundo. A Universidade de Takshashila ficava na região noroeste de Bharat.

De acordo com os registros 68 disciplinas eram ensinadas  e a idade mínima para assistir às aulas era de 16 anos. Temas dos mais diversos eram passados aos alunos, como linguagem gramática, filosofia, medicina, cirurgia, política, astronomia, táticas de guerra, entre outros.

Ela foi criada em 700 antes de Cristo e funcionou até 1300 depois de Cristo quando foi destruída por invasores. Ainda é possível visitar as ruínas.


9. Ponte Bandra Worli Sea

Essa ponte é um cartão postal da Índia. Ela foi criada para ligar duas regiões distantes de Mumbai. O que mais chama atenção na ponte, além do seu tamanho e beleza, é o fato se você enfileirar todos os cabos de aço usados na sua construção alcançaria uma distância maior do que o comprimento do Planeta Terra.

Tem como perder uma atração dessa?


10. Shampoo

Todos os dias em que você estiver lavando seus cabelos no chuveiro tem que agradecer aos indianos. É dado a eles a criação do famoso Shampoo.

Diferente do que usamos hoje, eram utilizadas ervas para lavar os cabelos, bem natural mesmo. A palavra shampoo vem do Sânscrito champu que significa massagem.


11. Correios

A ìndia tem a maior rede de correios do mundo. Pelo número de pessoas que vivem por lá não é tão estranho de se imaginar.

O número total de agências de correios ultrapassa 1,5 milhões. A A mais famosa fica localizada em Dal Lake, Srinagar. Inagurada mais recente, em 2011, ela fica flutuando  sobre o rio Dal por boias, e é um lugar curioso de se ver.


 

12. Bollywood

A Índia tem a maior indústria cinematográfica do mundo, localizada em Mumbai (a “Cidade dos Sonhos”), chamada de Bollywood. O nome faz menção à americana Hollywood. O B de Bollywood vem de Bombay, o antigo nome da cidade Mumbai.

Quase todos os filmes de Bollywood são musicais. Apesar de ser a mais conhecida, existem diversas outras empresas de cinematografia operando no país, inclusive operando em outras línguas que não os Hindi ou Inglês.